Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

CENTENÁRIO

Clube Alemão de Pernambuco completa 100 anos de história

Publicado em: 24/09/2020 18:22 | Atualizado em: 24/09/2020 21:21

 (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação

Para o Clube Alemão de Pernambuco 2020 vai ficar marcado na história. Nesta sexta-feira (25), o Clube comemora nada menos do que 100 anos de existência. E para homenagear o Centenário será realizado, no sábado ,26, um almoço com cardápio exclusivamente Alemão, elaborado pelo Chef Andreas Schmaller. O almoço contará com a participação da Orquestra Universal e convidados como Guga Fraga, Silvana Salazar e Felipe e Gabriel. No momento será inaugurada ainda uma exposição Fine Art do fotógrafo Rodrigo Asfora. O almoço foi organizado seguindo todos os protocolos permitidos pelo Governo do Estado diante a situação do Coronavírus.
Com capacidade para receber 3000 pessoas o acesso será limitado. Serão disponibilizadas apenas 100 mesas com no máximo seis pessoas por mesa, ou seja, apenas 600 pessoas poderão participar do almoço comemorativo. Todas as mesas serão distribuídas na área aberta com o devido distanciamento social.

“É uma data histórica, são 100 anos de existência, não poderíamos deixar de comemorar, é um marco para o Clube", disse o presidente do Alemão, Alexandre Asfora.

Com o lema unidade acima de tudo, o Alemão guarda total sinergia com a cultura Alemã e carrega até os dias de hoje os mesmo princípios dos seus fundadores, fazer do Clube um espaço familiar, para celebrar encontros e dividir momentos. A história do Deutscher Klub de Pernambuco é associada com a imigração dos alemães para o Brasil no século XX, movimento impulsionado por duas guerras mundiais. Pensando em criar um espaço agradável de convivência, celebrar encontros, cultivar e difundir os costumes germânicos, 52 alemães da colônia do Recife fundaram em 25 de setembro de 1920 o Clube Alemão de Pernambuco.

“Mantemos uma relação estreita e afetuosa com o Consulado Alemão, que nos últimos anos contou com a Consul Maria Könning-de Siqueira Regueira coordenando suas ações. Periodicamente recebemos a comunidade alemã para o Stammtisch, uma típica tradição alemã, que significa “mesa cativa”, local onde eles se reúnem para beber, comer e conversar”, disse o presidente do Clube.

Atualmente é um dos maiores Clubes do Recife, com forte atividade Social e Esportiva. É considerado Imóvel de Proteção de Área Verde (IPAV), possui pouco mais de 1,5 hectares e 4.000 sócios, com cerca de 70% de seu quadro renovado. “Podemos dizer que somos o Clube da tradição aliada à modernidade, temos sócios com mais de 40 anos ininterruptos de assiduidade, como exemplo podemos citar Dr. José Libonati e o Sr. Jürgen Klaus Kelish”, disse Alexandre Asfora.

Inicialmente apenas os Alemães podiam fazer parte da Diretoria, porém, com a aproximação dos povos e a necessidade de manter-se aberto, os brasileiros passaram a participar de forma ativa da administração do Clube. Atualmente, para ser membro da Diretoria Executiva e do Conselho Deliberativo basta ser Sócio Proprietário, exceto o Presidente e Vice da Diretoria Executiva, esses precisam ser sócios do Clube há mais de um ano.

Aos poucos as portas foram abertas para a sociedade pernambucana, sempre preservando as tradições alemãs presentes na arquitetura do prédio, gastronomia, nos encontros da colônia e em grandes eventos, como a tradicional Oktoberfest, realizada desde 1960.

“Sem dúvida nosso evento mais festejado é a Oktoberfest, a tradicional festa da cerveja. É o dia mais esperado do ano, momento em que o Clube Alemão parece se teletransportar para Theresienwiese, parque de diversões que foi construído exclusivamente para abrigar o evento e fica a 25 minutos de caminhada da Marienplatz, bem no centro de Munique. Nos últimos anos nosso Réveillon também ganhou notoriedade, se transformando numa das maiores festas da região. Contamos ainda com um grande evento de Carnaval e São João, ou seja, temos festividades que agradam todos os nossos sócios”, disse Alexandre Asfora.

Diante do novo normal, o Clube retoma aos poucos suas atividades, de forma segura, seguindo orientações determinadas pelas autoridades sanitárias. É obrigatório o uso da máscara ao entrar no Clube. No portão de entrada foi instalado um totem com álcool em gel e está a postos um funcionário responsável por averiguar a temperatura de quem chega ao Alemão. No restaurante o cardápio virou digital, através de código QRCode é possível acessar as opções de pratos do próprio celular. É obrigatório também manter o distanciamento social.

“É sabido que Clube Social é em sua essência aglomeração, confraternização, socialização, ou seja, fomos atingidos em cheio. Mas não nos deixamos tomar pelo medo, muito menos pelo desespero. Construímos nos últimos dois anos um modelo de gestão que nos permitiu enxergar com segurança a melhor forma de atravessar essa ou qualquer outra crise. Realizamos manutenção do Clube durante todo o período de portas fechadas. Para entreter nossos Sócios e lembrar dos bons momentos, enveredamos para o mundo das lives, com as lives esportivas do Clube Alemão, a live internacional sobre vinho e as lives musicais como a de Nonô Germano. Passada a fase crítica, agora estamos prontos para receber nossos sócios”, disse o presidente do Clube Alemão, Alexandre Asfora.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
OMS alerta para situação do Brasil e México na pandemia
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 30/11
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 01/12
De 1 a 5: Novembro Azul chega ao fim, mas prevenção do câncer de próstata precisa ser permanente
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco