Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Serviço

Artesanato e grafite dão novo visual a unidades da Funase no Recife

Publicado em: 04/09/2020 15:40

 (Foto: Divulgação/Funase.)
Foto: Divulgação/Funase.

O mês de setembro começa com novidades em duas Casas de Semiliberdade (Casem) da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase). As unidades, situadas no Recife, foram repaginadas como parte de um processo de melhoria de ambientes de convivência de socioeducandos e de trabalho de servidores da instituição. Os serviços de requalificação contaram com a participação de funcionários e de instituições parceiras, como o Movimento Social e Cultural Cores do Amanhã.

Na Casem Rosarinho, situada na Zona Norte e voltada ao público masculino, as paredes de alojamentos, salas de atendimento e áreas comuns ganharam frases que propõem reflexões sobre recomeço e esperança. Artesanato produzido por funcionários passou a compor a mobília. Os servidores se uniram para deixar tudo pronto para a entrega oficial do novo visual do espaço, realizada nesta semana. "Conseguimos reunir aqui representantes de todos os plantões de agentes socioeducativos, que participaram efetivamente desta repaginação durante a pandemia", afirmou a coordenadora geral da Casem Rosarinho, Elizabete Nunes.

A outra unidade repaginada foi a Casem Santa Luzia, na Iputinga, Zona Oeste do Recife. Além da contribuição dos funcionários da Funase, também houve a participação do Movimento Cores do Amanhã, por meio do Projeto Cores Femininas, que deu um toque especial aos muros da casa com os traços do grafite. A unidade é voltada ao atendimento de socioeducandas. "Na decoração, trabalhamos a temática da liberdade, o que, com certeza, vai motivar as adolescentes a uma série de reflexões durante as atividades propostas", declarou a coordenadora geral da Casem Santa Luzia, Edilene Lima.

Em visitas realizadas às duas unidades, a presidente da Funase, Nadja Alencar, destacou a união da comunidade socioeducativa como diferencial para a superação de dificuldades. "A Casem Rosarinho carrega muitas histórias que marcaram a execução da medida de semiliberdade em Pernambuco. Do mesmo modo, a Casem Santa Luzia já passou por várias repaginações e sempre consegue ser um espaço acolhedor para as meninas atendidas. Em plena pandemia, superando desafios e atendendo recomendações sanitárias, todos se uniram para melhorar os espaços e marcar mais um recomeço", disse.

Os funcionários envolvidos nas obras de requalificação e nas doações de materiais receberam registros formais de agradecimento da Funase, assim como integrantes do Cores do Amanhã. Os atos ainda tiveram a participação das superintendentes da Política de Atendimento e de Gestão do Trabalho e Educação da Funase, respectivamente, Íris Borges e Nadja Oliveira, da assessora técnica de Casas de Semiliberdade, Vitória Barros, e de gestores, técnicos, agentes socioeducativos e outros servidores.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Resumo da semana: acidente em Boa Viagem, aulas liberadas e reinauguração do Geraldão
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #101 Actina e Miosina
Rhaldney Santos entrevista advogada Rafaella Simonetti do Valle
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco