Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Pandemia

Recife desativa 210 leitos de enfermaria e abre 24 novas UTIs

Publicado em: 02/07/2020 20:40

 (Foto: Fotos: Hélia Scheppa/SE)
Foto: Fotos: Hélia Scheppa/SE

A Prefeitura do Recife concluiu a desativação de 210 leitos de enfermaria dos hospitais de campanha montados na área externa das Policlínicas Amaury Coutinho (Campina do Barreto), Arnaldo Marques (Ibura) e Barros Lima (Casa Amarela), além das vagas de enfermaria do Hospital da Mulher do Recife (Curado). A informação foi dada pelo secretário de saúde do Recife, Jailson Correia, na coletiva de imprensa do governo estadual nesta quinta-feira (2). "Essa desativação se justifica pela mudança de perfil dos pacientes internados. Viemos percebendo que a taxa de ocupação das enfermarias é bastante inferior e que os pacientes frequentemente estão sendo internados em enfermarias de maior complexidade, como a UTI", disse.

"Por isso, Recife faz a desativação dos leitos simples, mas abre 24 novos leitos de UTI”, acrescentou. Os novos leitos são do Hospital Evangélico de Pernambuco e nos hospitais de campanha dos Coelhos, da Imbiribeira e do Hospital da Mulher. Dessa maneira, sobe de 289 para 306 a quantidade de vagas de unidade de terapia intensiva (UTI). "Ainda assim, nós ficamos com cerca de 500 leitos de enfermaria na retaguarda, caso haja um aumento de casos, algo depende de nossas atitudes no dia a dia. Os leitos desativados foram realocados para outras unidades da rede do Recife, como Hospital a Pessoa Idosa e a UPA-E do Ibura, dois equipamentos que serão entregues ao longo desse ano".

Ainda no âmbito do leitos, o secreta%u0301rio estadual de Sau%u0301de, Andre%u0301 Longo afirmou que assinou, nesta quinta-feira, o contrato de gesta%u0303o da Organizac%u0327a%u0303o Social (OS) que ira%u0301 gerir o Hospital de Campanha de Serra Talhada e o Hospital Geral do Serta%u0303o Eduardo Campos. Ambos os servic%u0327os ficara%u0303o sob responsabilidade do Hospital do Tricentena%u0301rio, que, nos pro%u0301ximos dias, iniciara%u0301 a contratac%u0327a%u0303o de pessoal e equipagem para colocar as estruturas em funcionamento. Ao todo, o Hospital de Campanha de Serra Talhada contara%u0301 com 100 leitos de enfermaria, enquanto o Hospital Geral do Serta%u0303o tera%u0301 28 de enfermaria e 30 de UTI. Nesta quinta (2), também foram encaminhados para Ouricuri 5 respiradores e 5 monitores de monitoramento de sinais vitais, que va%u0303o propiciar a abertura de novos leitos na cidade. 

A avaliação do período de isolamento mais rígido em Caruaru e Bezerros, no Agreste, será feita após o final de semana. Por enquanto, não existem previsões para novas iniciativas do tipo em outras cidades no interior. O questionamento surgiu após um levantamento feito pelo Fantástico, da TV Globo, revelar que Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste, teve a pior evolução de casos de Covid-19 no período de 14 dias, de acordo com dados do Ministério da Saúde.

"A taxa de transmissibilidade isolada não é indicativo para medidas mais restritivas. Esse número é calculado diariamente, muitas vezes levando em consideração casos leves, feitos com testes rápidos. Isso depende muito da estratégia de testagem de cada município”, afirmou Longo. “Depende também do ritmo de alimentação dos sistemas de informação que os pesquisadores fazem. A quarta gerência de saúde do estado perdeu o timing para essa alimentação e divulgou uma grande quantidade de casos diagnosticados em teste rápido nas últimas duas semanas. Isso fez com que houvesse a impressão de um grande aumento de infectados. Isso faz uma alteração na curva de casos, que leva a crer que há um taxa de transmissibilidade”.

Longo também afirmou que o estudo de prevalência, que possibilita avaliar a associação entre exposição e doença na população em um determinado momento, está sendo programado para julho. Pernambuco também aguarda a chegada de 120 mil testes e máquina automatizada que processa os exames. O equipamento tem capacidade para analisar 6 mil amostras por dia e só deve chegar, segundo a SES, ainda em julho.

INFLUENZA
Acabou, na u%u0301ltima terc%u0327a-feira (30), a campanha de vacinac%u0327a%u0303o contra a influenza. Em Pernambuco, entre os pu%u0301blicos com meta mi%u0301nima (90%) de vacinac%u0327a%u0303o (crianc%u0327as, gestantes, pue%u0301rperas, indi%u0301genas, adultos entre 55 e 59 anos, idosos e profissionais de sau%u0301de), o Estado conseguiu vacinar mais de 2,2 milho%u0303es de pessoas, de um total de mais de 2,4 milho%u0303es. Isso significa 92,22% do pu%u0301blico. Juntando com as demais categorias que podem se vacinar, o Estado totaliza 2.792.868 imunizados, de cerca de 3,5 milho%u0303es de pernambucanos aptos para tomar a dose. Por orientac%u0327a%u0303o do Ministe%u0301rio da Sau%u0301de (MS), as doses permanecem nos postos de vacinac%u0327a%u0303o para os pu%u0301blicos priorita%u0301rios da campanha.

"A campanha acabou, mas as vacinas que sobraram continuam nos postos de sau%u0301de destinadas a todos aqueles que foram preconizados pelo Ministe%u0301rio da Sau%u0301de para esta iniciativa. Continuamos reforc%u0327ando a importa%u0302ncia dessa populac%u0327a%u0303o ser vacinada para que fique protegida contra tre%u0302s tipos de influenza. Isso vai evitar adoecimentos e uma sobrecarga ainda maior no sistema de sau%u0301de neste momento de pandemia da Covid-19", afirma o secreta%u0301rio estadual de Sau%u0301de, Andre%u0301 Longo.

Apesar da meta geral, ainda ha%u0301 crianc%u0327as (64,33% do total ja%u0301 foi imunizada), gestantes (72,73%), pue%u0301rperas (79,32%) e adultos entre 55 e 559 anos (58,85%) a serem vacinados. Trabalhadores de sau%u0301de (129,04%), indi%u0301genas (100,33%) e idosos (120,78%) ja%u0301 atingiram a meta. Ale%u0301m desses grupos, podem se vacinar: pessoas com deficie%u0302ncia e comorbidades, professores dos ensinos ba%u0301sico e superior, forc%u0327as de seguranc%u0327a e salvamento (policiais e bombeiros), caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo (motoristas de o%u0302nibus e cobradores), portua%u0301rios, funciona%u0301rios do sistema prisional, populac%u0327a%u0303o privada de liberdade 

BOLETIM DESTA QUINTA
A Secretaria Estadual de Sau%u0301de (SES-PE) confirmou, nesta quinta-feira (2), 1.414 novos casos da Covid-19 em Pernambuco. Entre os confirmados hoje, 1.273 (90%) sa%u0303o casos leves, ou seja, pacientes que na%u0303o demandaram internamento hospitalar e que estavam na fase final da doenc%u0327a ou ja%u0301 curados. Outros 141 (10%) se enquadram como Si%u0301ndrome Respirato%u0301ria Aguda Grave (SRAG). Agora, Pernambuco totaliza 61.119 casos ja%u0301 confirmados, sendo 19.779 graves e 41.340 leves. Ale%u0301m disso, o boletim registra 41.925 pessoas curadas da Covid-19 no Estado. Desse total, 9.601 sa%u0303o de casos graves e 32.324 casos leves. Tambe%u0301m foram confirmados laboratorialmente 74 o%u0301bitos (sendo 31 do sexo feminino e 43 do sexo masculino).  
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Órfãos da pandemia: um retrato trágico da contaminação pelo novo coronavírus
Escolas particulares se antecipam e já organizam retorno das atividades mesmo sem data para retomada
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão
É preciso tocar a vida e se safar deste problema, diz Bolsonaro sobre pandemia
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco