Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Local

Justiça

TJPE homenageia personalidades ao comemorar 197 anos

Publicado em: 13/08/2019 20:54 | Atualizado em: 13/08/2019 21:00

Comemoração aconteceu na Escola Superior da Magistratura de Pernambuco, na área central do Recife. Foto: Bruna Costa/Esp. DP.
Quarta corte mais antiga do país, o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) comemorou nesta terça-feira (13) seus 197 anos com o tema Inovando para pacificar e unir. Em celebração na Escola Superior da Magistratura de Pernambuco (Esmape), Ilha Joana Bezerra, área central do Recife, 23 personalidades foram homenageadas pela Justiça pernambucana com a entrega da Medalha do Mérito Judiciário Desembargador Joaquim Nunes Machado.

O presidente do TJPE, desembargador Adalberto de Oliveira Melo, destacou a importância do trabalho dos mais de 8 mil membros do poder judiciário do estado. "Trabalhamos por um tribunal presente na vida de todos, enfrentando as desigualdades sociais. A nossa meta nessa instituição com quase dois séculos de história é prestar serviços à sociedade e trabalhar pelo bem coletivo", afirmou.

Criada em 6 de fevereiro de 1821, a instituição inicialmente recebeu o nome de Tribunal da Relação de Pernambuco, mas a instalação ocorreu em 1822. Os 197 anos serão comemorados até esta domingo (18), com apresentações culturais de música, teatro e dança; exposição; celebração ecumênica; palestras e orientação e prestação de serviço para a sociedade. Nesta quarta (14), serão celebrados os 32 anos da Escola Judicial de Pernambuco.

Como parte das comemorações pelo aniversário da Esmape, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, e a primeira-dama do estado, Ana Luiza Câmara, receberam, na festa dos 197 anos do TJPE, a Medalha de Honra ao Mérito Juiz Aluiz Tenório de Brito. "O TJPE é um dos tribunais com maior relevância entre os estados da federação, merecendo destaque o investimento na constante evolução dos instrumentos e prestação judicional, facilitando o acesso do cidadão à Justiça, tornando-a mais próxima à população, sempre atenta à sua efetividade", ressaltou o governador.

Na cerimônia, houve ainda a entrega da Medalha do Mérito Judiciário Desembargador Joaquim Nunes Machado. Ao todo, 23 personalidades receberam a condecoração, dividida em quatro categorias:c; grande oficial; comendador e cavaleiro. Foram agraciados com o grão colar de alta distinção o desembargador do TJPE Honório Gomes do Rêgo Filho; o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), Eriberto Medeiros; o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Luís Felipe Salomão; o comandante do Comando Militar do Nordeste, general Marco Antônio Freire, e o arcebispo da Igreja Episcopal Carismática do Brasil, dom Paulo Garcia.

O presidente da Fundação Terra, padre Airton Freire, recebeu homenagem na categoria grande oficial. Foto: Bruna Costa/Esp. DP.
O desembargador do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) Júlio Alcino de Oliveira; o procurador-geral de Pernambuco, Ernani Varjal; o empresário Ricardo Brennand e o presidente da Fundação Terra, padre Airton Freire, receberam a homenagem na categoria grande oficial. As medalhas de comendador foram entregues ao juiz aposentado Wellington Gadelha; à juíza Andreya Gomes (in memoriam); ao médio cardiologista Carlos Moraes; ao advogado Alírio de Melo; às juízas Carolina Miranda e Edina Maria Brandão e aos juízes Júlio Olney e Saulo de Melo. 

Na categoria cavaleiro, receberam as medalhas o assessor jurídico do TJPE Amaury Rocha; o cantor Claudionor Germano; o presidente do grupo Oi , Eurico Teles; a atriz Luiza Brunet; a psicóloga Maria Edilair Mota e o notário Paulo Siqueira Campos. "Estou muito emocionada com esse reconhecimento principalmente pela minha luta no combate à violência contra a mulher", disse Luiza Brunet. Também nesta terça-feira, a atriz participou do lançamento do programa "Mãos EmPenhadas Contra a Violência", que objetiva levar capacitação a profissionais da área da beleza para que sejam agentes multiplicadores de informação no combate à violência doméstica e familiar contra a mulher. 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Diabetes pode afetar a visão e provocar cegueira
Maduro: atitude passiva das autoridades policiais brasileiras
Primeira Pessoa com Sam Nóbrega
O esforço de Guilherme e a rede de solidariedade que surgiu
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco