Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Local

Luto

Aos 95 anos, morre Laura Areias, diretora de comunicação do Hospital Português

Portuguesa veio para o Brasil em 1949 junto com o marido, fugindo da perseguição política na Europa. Aqui, ela construiu uma carreira dedicada às letras

Publicado em: 01/01/2019 13:04 | Atualizado em: 01/01/2019 14:05

Imagem: Divulgação/RHP
Faleceu nesta segunda-feira (31), a jornalista Laura Areias, diretora de Comunicação do Real Hospital Português (RHP), no Recife. Dona Laura completou em dezembro 95 anos e morreu em casa, de causas naturais. O velório acontece desde às 10h desta terça-feira (1°), no Salão Nobre do RHP. A partir das 14h, haverá uma missa e, às 17h, acontece cerimônia de cremação, no Cemitério Morada da Paz, em Paulista. 

Muito ativa, dona Laura participou da festa de Natal dos Médicos e da Cantata Natalina do hospital. Portuguesa, ela veio para o Brasil com 24 anos de idade, em 1949, junto com o marido, Armando Areias, por causa da perseguição política do governo de Antônio de Oliveira Salazar (1932-1968). Instalou-se no Recife por ser mais perto de Portugal e na capital pernambucana construiu uma carreira digna das grandes pessoas.

Formada em Pegagogia, Letras e Jornalismo na primeira turma da Universidade Católica de Pernambuco, Laura era apaixonada pela literatura, tendo produzido 45 livros, entre ensaios, romances, crônicas, poesia, embora nem todos editados. Entre as obras que fizeram mais sucesso, estão Cristina (1962), Quem matou Rodolfo? (1999), Eu e o Profeta (1998), Cartas (2005), Três homens, três nomes, três ideais (2006), Sala dos Espiritos (2006) e os religiosos: Santo Antonio (2008) e São Franscisco no Século XXI (2010), todos esgotados.

O amor pelas letras era tão intenso que, dona Laura lecionou literatura e redação na American School, no Ginásio Pernambucano e na própria Unicap. Com voz baixa e calma, de uma elegância sempre impecável, dona Laura era conhecida por sua postura ativa. Mesmo aposentada, não deixou de trabalhar. Estava sempre pela comunicação do hospital. Dona Laura também foi vice-presidente do Gabinete Português de Leitura e da União Brasileira de Escritores. 

O provedor do RHP, Alberto Ferreira da Costa divulgou nota de pesar, lamentando a morte de Laura Areias. "Perdemos uma pessoa que dedicou seu tempo à literatura, às letras. Levou inúmeros pernambucanos às universidades com seus ensinamentos, notadamente da língua portuguesa. Foi uma percussora em tudo que fez e inquieta, como ela era, ingressou o setor de saúde. Como Diretora de Comunicação deste Hospital por 15 anos, pôde expandir suas ideias e foi ainda mais útil à sociedade pernambucana", disse.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Sérum, pele natural, sombras coloridas e blush cremoso
Resenha SuperEsportes: o quase do Sport, sub-20 do Santa e eleições no Náutico
Lula: sou um homem melhor do que aquele que entrou na cadeia
De 1 a 5: artistas que trabalham com barro
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco