Diario de Pernambuco
Busca

MOSSORÓ

Lewandowski diz que fugitivos de Mossoró "estão cercados"

Ministro está na região para acompanhar as buscas, que completam um mês nesta quinta-feira (14)

Publicado em: 13/03/2024 15:16



O ministro está na localidade para acompanhar as buscas (foto: Tom Costa / MJSP)
O ministro está na localidade para acompanhar as buscas (foto: Tom Costa / MJSP)

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, disse, nesta quarta-feira (13), que os dois detentos que fugiram da Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, Deibson Cabral Nascimento, 33, e Rogério da Silva Mendonça, 35, ainda estão na localidade. O ministro também afirmou que os homens "estão cercados" pelas forças de segurança.

 

De acordo com Lewandowski, existem "fortes indícios" de que a dupla ainda está na região. "É muito positivo o fato de que não conseguiram escapar desse perímetro, estão cercados. Não fossem as forças, teriam se evadido para outros estados e até a centenas de quilômetros", declarou o titular da pasta da Justiça.

 

O ministro está na localidade para acompanhar as buscas. Os detentos fugiram no dia 14 de fevereiro, ou seja, as buscas já duram quase um mês. Neste período, os criminosos invadiram uma residência, fizeram os moradores de reféns por até oito horas e em seguida fugiram pela mata. Mais de 500 policiais, inclusive integrantes da Força Nacional, participam das buscas.

 

 

 

Lewandowski disse que os fugitivos estão recebendo ajuda externa e que por isso ainda não foram encontrados. Até o momento, sete pessoas foram presas acusadas de colaborar na fuga. Os dois homens estariam recebendo roupas e alimentos. Além disso, estariam comendo maçãs de pomares que existem na vegetação da região, que também conta com grutas e cavernas.

 

 

Confira as informações no Correio Braziliense

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL