Diario de Pernambuco
Busca

PESQUISA

Genial/Quaest: Aprovação do governo Lula cai para 51% e desaprovação sobe para 46%

A avaliação geral do governo é positiva para 35% dos eleitores e negativa para 34%

Publicado em: 06/03/2024 08:45

Conforme a pesquisa, a gestão do petista é desaprovada por 46% dos eleitores, o maior percentual de rejeição da atuação do presidente desde o início do mandato (foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil)
Conforme a pesquisa, a gestão do petista é desaprovada por 46% dos eleitores, o maior percentual de rejeição da atuação do presidente desde o início do mandato (foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil)

As declarações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre Israel derrubaram a avaliação positiva do governo para 51% — menor patamar desde o início do terceiro mandato, conforme dados da primeira rodada da pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quarta-feira (6/3). Em dezembro de 2024, a avaliação positiva do governo petista era de 54% e, com isso, o chefe do Executivo inicia o segundo ano do terceiro mandado com queda contínua na aprovação do eleitorado.

 

A desaprovação do governo pelos eleitores, por sua vez, subiu de 43% para 46%, entre dezembro de 2023 e fevereiro deste ano.

 

De acordo com dados do levantamento da Quaest encomendado pela Genial Investimentos, os evangélicos, que representam 30% do eleitorado, puxaram essa piora na avaliação do governo Lula, pois registraram 62% de desaprovação do presidente. Para 60% dos eleitores o chefe do Executivo exagerou ao comprar a guerra na Faixa de Gaza com o que o ditador nazista Adolf Hitler fez com os judeus na Segunda Guerra Mundial.

 

E, para piorar, a aprovação do presidente Lula recua em todas as regiões do país, com exceção do Nordeste. Na região Sul, a desaprovação é de 57%, contra 40% de aprovação.  “A queda acontece, embora menos acentuadamente, entre as mulheres, um eleitorado que tradicionalmente apoia o presidente. Entre os que não votaram nem em Lula nem em Bolsonaro, 49% desaprovam o presidente, contra 45% que o aprovam”, destacou a pesquisa.

 

Preocupação com a economia

 

O otimismo em relação à economia também está diminuindo apesar de o Produto Interno Bruto (PIB) do país ter crescido 2,9% em 2023, acima das expectativas iniciais dos analistas do mercado.

 

Conforme os dados da pesquisa, para 38% dos eleitores a situação econômica piorou — avanço de sete pontos percentuais em relação a dezembro de 2023 e o maior patamar desde o início da pesquisa, em fevereiro de 2023. Apenas 26% dos entrevistados dizem que houve melhora, segundo nível mais baixo da série, perdendo apenas para abril de 2023, de 23%.  Além disso, 73% dos entrevistados veem alta nos preços dos alimentos neste ano para justificarem esse resultado.

 

A avaliação geral do governo também piorou pois o percentual dos eleitores que consideram que o atual governo está pior que o esperado avançou de 18%, em fevereiro de 2023, para 35%, neste ano. Na comparação com o governo anterior, 47% consideram que o governo Lula está melhor, contra 38% que pensam o contrário.

 

De acordo com a pesquisa, houve empate na avaliação do eleitor ao responder se ele percebe ou não que o governo se preocupa com ele, de 48%.

 

O levantamento foi realizado entre os dias 25 e 27 de fevereiro, por meio de entrevistas presenciais junto a 2.000 eleitores de 16 anos ou mais em todos os estados. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.

 

 

Confira as informações no Correio Braziliense.  

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL