Diario de Pernambuco
Busca

REFORMULAÇÃO

Lula pode demitir cúpula da Abin após operação, diz colunista

Governo suspeita que há conluio da atual gestão da Abin para blindar investigados de espionagem paralela durante a gestão de Alexandre Ramagem

Publicado em: 26/01/2024 13:21 | Atualizado em: 26/01/2024 13:26

Diretor-geral da Abin, Luiz Fernando Corrêa tem a confiança de Rui Costa, ministro da Casa Civil (Crédito: Ricardo Stuckert/PR)
Diretor-geral da Abin, Luiz Fernando Corrêa tem a confiança de Rui Costa, ministro da Casa Civil (Crédito: Ricardo Stuckert/PR)

A cúpula da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) pode ser demitida pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A agência é investigada pela Polícia Federal (PF), que constatou um esquema de espionagem a opositores durante o governo do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Segundo a PF, os "espiões" usavam o sistema de inteligência First Mile.  

 

À época, o diretor da Abin era o atual deputado federal Alexandre Ramagem (PL-RJ). Ele foi alvo da PF, que fez buscas no gabinete do parlamentar, na quinta-feira (25/1). Ramagem nega as acusações.  Durante as investigações, a PF constatou que havia, dentro da atual cúpula da Abin, integrantes que dificultavam as apurações. 

 

Diante dessa suspeita, de acordo com informações da colunista Andreia Sadi, do portal g1, o governo avalia demitir o grupo que controla a agência. Outro ponto que corrobora a troca das chefias da Abin é a posição da PF, que nos bastidores — ainda segundo a jornalista —, classifica como "insustentável" a permanência do comando da Abin, que atualmente é representada pelo diretor-geral Luiz Fernando Corrêa e pelo diretor Alessandro Moretti.

 

Investigação

 

Na busca e apreensão no gabinete e em endereços de Ramagem, a PF confiscou quatro computadores, seis celulares e 20 pendrives. Dentro do governo, o diretor-geral Corrêa tem a confiança de Rui Costa, ministro da Casa Civil. Rui é a pessoa responsável por bater o martelo sobre as demissões.

 

O Correio procurou a Abin para comentar sobre as insinuações de que a alta cúpula da agência dificultara as apurações da PF. A solicitação de respostas foi enviada por e-mail e a reportagem aguarda o posicionamento da Agência Brasileira de Inteligência.

Tags: lula | abin | operação |

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL