Diario de Pernambuco
Busca

OPERAÇÃO X1

Adolescente do DF é alvo de ação da PF por hackear perfil de Janja

O perfil da primeira-dama no X foi invadido por volta das 21h30 de segunda-feira (11). De posse da conta, o hacker fez publicações ofensivas contra Janja, o presidente Lula e o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal

Publicado em: 14/12/2023 19:21



O hacker será ouvido formalmente pelos investigadores nesta quinta - imagem meramente ilustrativa (foto: Freepik)
O hacker será ouvido formalmente pelos investigadores nesta quinta - imagem meramente ilustrativa (foto: Freepik)

A Polícia Federal cumpriu, na manhã desta quinta-feira (14), um mandado de busca e apreensão contra o suspeito de invadir a conta da primeira-dama, Janja Lula da Silva, no X, antigo Twitter, na noite de segunda-feira (11). A Operação X1, envolveu mandados de busca no Distrito Federal e teve como alvo um adolescente, de 17 anos, que mora em Sobradinho, segundo informou a GloboNews.

 

O adolescente está sendo ouvido pela Polícia Federal (PF), mas "admitiu", no momento em que foi cumprido o mandado de busca e apreensão, de que foi ele quem invadiu a conta de Janja.

 

Ao todo, foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão, sendo dois no Distrito Federal e quatro em Minas Gerais, na terça-feira (12) - as ordens judiciais foram expedidas pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

 

Além disso, a PF informou que ficou constatado que os possíveis envolvidos também tinham perfis e postagens na plataforma Discord, participando de grupos que trocavam mensagens de caráter misógino e extremista. (veja abaixo a nota na PF na íntegra)

 

 

Relembre o ataque à primeira-dama

 

O perfil da primeira-dama foi alvo de um ataque hacker na noite de segunda-feira (11). As primeiras postagens suspeitas foram publicadas a partir das 21h30 com frases como "Super Xandão presidente do Brasil em 2026" e “Eu apoio o mensalão”. Também foram feitas publicações chamando o presidente Lula (PT) de "vagabundo" e textos misóginos.

 

Por volta das 22h, os hackers publicaram um vídeo detalhando o ataque. Uma voz masculina diz que está "ciente que a Polícia Federal está investigando isso aqui, mas eu não tô nem aí. Eu sei que vai dar alguma coisa, talvez não dê, talvez dê, depende do sistema judiciário desse país que é quebrado, por sinal, e eu sou um cara que julga muito que as leis desse país são frágeis, são uma porcaria e que só tem político roubando", diz trecho.

 

Além disso, o autor do ataque diz não acreditar que será preso e faz ataques ao presidente Lula. "Então, se eu for preso, eu quero avisar vocês que, não acredito que eu vá ser preso, talvez consequências jurídicas, mas eu quero avisar vocês que isso acontece só com gente honesta que tá aqui zoando um pouco na rede social e sei lá. Agora com bandido Lula corrupto, essas pessoas aí do grande poder do sistema, nada acontece. Então, antes de vocês me julgarem, questionem esses políticos aí que vocês votaram. Se vocês apoiam ele, continuem apoiando quem você considera útil para o país, mas pelo menos saibam que se você votou em alguém, você tem que cobrar essa pessoa politicamente", completa.

 

 

 

Nota da PF

 

A Polícia Federal deflagrou nos dias 12 e 14/12 a Operação X1, para investigar crimes praticados na internet, em especial a invasão e o uso indevido de perfil de rede social da senhora Janja Lula da Silva, além de crimes de ódio relacionados, como postagens de caráter ofensivo contra autoridades públicas federais.

 

Policiais federais cumpriram seis mandados de busca e apreensão, sendo dois no Distrito Federal e quatro em Minas Gerais, com a finalidade de avançar nas investigações voltadas a apurar a materialidade e a autoria dos crimes praticados. As ordens judiciais foram expedidas pelo Supremo Tribunal Federal.

 

Durante as apurações ficou constatado que os possíveis envolvidos também tinham perfis e postagens na plataforma Discord, participando de grupos que trocavam mensagens de caráter misógino e extremista.

 

 

Confira as informações no Correio Braziliense. 

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL