Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

ELEIÇÕES 2022

PT nacional adia decisão sobre retirar apoio a Freixo no Rio de Janeiro

Publicado em: 04/08/2022 13:10

 (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
A executiva nacional do PT adiou para sexta-feira (5) a decisão sobre manter ou não o apoio do partido à candidatura do deputado federal Marcelo Freixo (PSB-RJ) ao governo do Rio de Janeiro. Os representantes nacionais do partido se reuniram nesta manhã (4) para avaliar o caso. Amanhã é o último dia para tomar a decisão, quando acaba o prazo para as convenções partidárias.

A diretoria fluminense do PT aprovou, na terça-feira (2), uma resolução para romper o acordo com o PSB e retirar apoio à candidatura de Freixo. A disputa ocorre pela vaga ao Senado Federal. Enquanto os petistas apoiam o presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), André Ceciliano (PT), os socialistas defendem a candidatura do deputado Alessandro Molon (PSB-RJ). A decisão, porém, passa pelo crivo dos dirigentes nacionais do PT.

O deputado federal José Guimarães (PT-SP) foi um dos que defenderam adiar o debate. Outro grupo, porém, gostaria de encerrar o assunto ainda hoje. A deputada Maria do Rosário (PT-RS), que defende a manutenção do apoio a Freixo, faz parte do último. A retirada do apoio pode ter consequências tanto para a candidatura o socialista, que talvez tenha dificuldade de superar o atual governador Cláudio Castro (PL) sem o apoio de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), quanto para o ex-presidente, que perderia palanque importante no estado.

Os petistas defendem que a manutenção da candidatura de Molon ao Senado é uma quebra de acordo firmado no fim do ano passado. O deputado, por sua vez, alega que nunca houve tal acerto e defende que sua candidatura é a mais competitiva da coligação. Após o anúncio do rompimento pelo PT-RJ, Molon recebeu apoio de aliados como a deputada federal Talíria Petrone (PSol-RJ) e o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT). Famosos também saíram em defesa do socialista, como a cantora Anitta e o youtuber Felipe Neto, que criticou a decisão petista.

A candidatura de Molon foi classificada como “divisionista” pelo PT-RJ. “Nesse cenário, infelizmente, não é mais possível manter o apoio a candidatura Freixo ao governo do estado. E vamos, nos próximos dias, debater alternativas de coligação majoritária com a Direção Nacional do PT e com os partidos da Federação para que tenhamos um forte palanque do Lula no nosso estado”, disse nota emitida pelo partido ao anunciar a resolução.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevistas com Orson Lemos (TRE-PE), dra. Elizabeth Moreno e Cristiano Carrilho
Manhã na Clube: entrevistas com dra. Silvia Fontan, oncologista, e a advogada Géssica Araújo
Taiwan inicia testes militares e acusa Pequim de preparar invasão
Incêndio em terceiro tanque de petróleo no oeste de Cuba
Grupo Diario de Pernambuco