Diario de Pernambuco
Busca

ELEIÇÕES

Conheça Simone Tebet e Mara Gabrilli, a chapa da união entre MDB e PSDB

Publicado em: 02/08/2022 17:10

 (Divulgação/Flickr Simone Tebet)
Divulgação/Flickr Simone Tebet
A advogada, professora, escritora e senadora da República pelo estado de Mato Grosso do Sul, Simone Nassar Tebet, 52 anos, é a grande aposta do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) como pré-candidata à Presidência, simbolizando uma possível “terceira via” nas eleições de 2022.

A emedebista iniciou na política, em 2002, como deputada estadual do Mato Grosso do Sul, e é filha do senador Ramez Tebet, que também foi governador, ministro e presidente do Senado. Em 20 anos de política, Simone já foi vice-governadora, prefeita, deputada estadual e senadora.

A pré-candidata tem como principal pauta a inserção da mulher na política brasileira, sendo líder da primeira bancada feminina no Senado, e se tornou presidente da Comissão Mista de Combate à Violência contra a Mulher, o colegiado criado em 2015 foi uma das recomendações da CPI da Violência contra a Mulher.

Tebet foi também a primeira mulher a presidir a Comissão de Constituição e Justiça e a primeira mulher a disputar a Presidência do Senado em 2019, mas o vencedor foi o candidato apoiado pelo governo Bolsonaro, Rodrigo Pacheco (DEM).

Simone teve como principais posicionamentos e votos: a favor da PEC do teto de gasto; votou a favor do impeachment da então ex-presidente Dilma Rousseff; votou contra o Decreto das Armas do Governo, que flexibilizava o porte de arma para o cidadão.

Mara Gabrilli, a vice da emedebista
 
Mara Cristina Gabrilli, 53 anos, é a vice de Tebet. A senadora paulista do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) foi divulgada como candidata à vice-presidência logo depois de Simone prometer uma mulher ao seu lado. Mara está no Senado desde 2019, e já foi vereadora pelo estado de São Paulo e deputada federal.

A candidata é psicóloga e publicitária e já ganhou destaque por participações ligadas aos direitos humanos e direito de pessoas com deficiência. Em junho de 2018, quando ainda era deputada federal, Gabrilli foi eleita para um mandato de quatro anos em um comitê da ONU do qual nunca houve um representante brasileiro. O Comitê sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência reúne peritos de diferentes países e monitora a implementação, pelos Estados Partes, da Convenção da ONU sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência.

Sendo presidente da Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência e da Frente Parlamentar Mista de Atenção Integral às Pessoas com Doenças Raras e única representante da causa no congresso, Mara foi responsável pela criação da rampa de acesso do senado federal, a adequação foi inspirada na atuação de Gabrilli, primeira parlamentar tetraplégica da Casa.

Mara é a Terceira Secretária da Mesa Diretora (biênio 2015/16), sendo a primeira mulher da história do Congresso Nacional que assume como titular. A secretária tem pautas distintas em tramitação atualmente, principalmente com objetivo de inclusão para pessoas com deficiências, como por exemplo: Altera o art. 42 da Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015, que institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência), para obrigar as bibliotecas públicas a adquirir obras em formatos acessíveis; Altera a Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015 (Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência), para incluir as dificuldades de comunicação e expressão no rol dos impedimentos que caracterizam a pessoa com deficiência.

E ainda em 2022 a pré-candidata também acompanhou junto à Agência da Organização das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), em Genebra, as negociações internacionais relacionadas aos refugiados originários das regiões afetadas pelos conflitos na Ucrânia.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL

Datafolha: 51% dizem não votar em Bolsonaro de jeito nenhum

18/08/2022 às 19h21

Datafolha: Bolsonaro cresce, vai a 32% e vantagem de Lula cai para 15 pontos

18/08/2022 às 19h17

TSE informa tempo dos candidatos à Presidência no horário eleitoral

18/08/2022 às 19h14

Eymael assina termo de compromisso Presidente Amigo da Criança

18/08/2022 às 19h09

Raquel Lyra participa de sabatina e apresenta propostas para o empreendedorismo em PE

18/08/2022 às 18h50

Felipe D'Avila diz que prioridade é fazer economia voltar a crescer

18/08/2022 às 18h47

STF: nova Lei de Improbidade não retroage para casos julgados

18/08/2022 às 18h45

Miguel cumpre agenda no camelódromo e promete zerar ICMS para microeemprededores

18/08/2022 às 18h24

Lira sobre ataques às urnas: 'Só leva à insegurança e instabilidade no país'

18/08/2022 às 18h19

Em agenda pelo Sertão do Araripe, Marília promete melhorias nas estradas e na Saúde

18/08/2022 às 18h12

"Bolsonaristas com muito orgulho", afirmam os Tércio em defesa à reeleição de Bolsonaro

18/08/2022 às 17h34

Prazo para solicitar voto em trânsito termina nesta quinta-feira (18)

18/08/2022 às 16h30

Haddad critica orçamento secreto em evento e rebate rejeição nas pesquisas

18/08/2022 às 16h20

'Tchutchuca do Centrão': saiba a origem da expressão que irritou Bolsonaro

18/08/2022 às 16h15

Simone Tebet quer o fim da reeleição e do orçamento secreto

18/08/2022 às 16h10

DP

Ciro Gomes diz que vai reformar CLT protegendo renda dos trabalhadores

18/08/2022 às 16h05

Bolsonaro defende escolha de ministros por critérios técnicos

18/08/2022 às 16h00

Bolsonaro tenta tirar celular da mão de influenciador que o questionava

18/08/2022 às 14h20