Diario de Pernambuco
Busca

ELEIÇÕES 2022

PT denuncia Bolsonaro ao TSE por propaganda eleitoral velada

Publicado em: 26/07/2022 15:45

 (crédito: MAURO PIMENTEL / AFP EVARISTO SA / AFP)
crédito: MAURO PIMENTEL / AFP EVARISTO SA / AFP
O PT representou contra o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o Partido Liberal junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nesta segunda-feira (25), por propaganda eleitoral velada. Para os advogados petistas, a convenção do PL, realizada no domingo (24) para oficializar a candidatura de Bolsonaro à reeleição, foi transformada em "showmício", evento proibido pela lei eleitoral neste período.

De acordo com Cristiano Zanin e Eugênio Aragão, advogados do PT responsáveis pela ação, "de forma alguma, a convenção deve servir de palanque ou de oportunidade para a realização de campanha eleitoral para qualquer pretenso candidato. Tanto é verdade que sua realização está estipulada para o período compreendido entre os dias 20 de julho a 5 de agosto, de acordo com o artigo 6º da Resolução 23.609 do TSE; enquanto a propaganda eleitoral somente pode iniciar 11 dias depois do término do referido período das convenções", diz a nota.

Os advogados destacam que a "vedação da campanha antecipada" tem por objetivo evitar a captação antecipada de votos. A medida, seguem os defensores, garantiria equilíbrio na disputa entre os candidatos, igualdade de chances e proteção ao saudável debate político, no momento e no modo previstos pelas leis eleitorais.

"Essa paridade de armas baliza a lisura do pleito eleitoral ao não permitir que um possível candidato utilize artefatos publicitários em período anterior ao permitido pela lei, ou mesmo, detenha mais tempo para a sua promoção pessoal. No presente caso, o evento realizado desequilibrou a disputa eleitoral ao colocar em destaque um dos pré-candidatos à disputa da Presidência da República, sem haver a mesma oportunidade aos demais — que realizaram convenções restritas", dizem os advogados.

"Showmício"
 
Bolsonaro e o general Walter Braga Netto (PL) lançaram a chapa na manhã de domingo. Na ocasião, reuniram apoiadores do estádio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro. 

Na peça, os advogado destacam que o candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, foi ofendido por Bolsonaro dizer, durante a convenção, que "de nada vale um país rico se tem um bandido na Presidência. Querem dar a Presidência da República para um cachaceiro descondenado?", aponta o documento. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL

Lista de convidados da posse de Moraes no TSE repercute no meio político

18/08/2022 às 08h47

Bolsonaro participa do lançamento da candidatura de Tarcísio em SP

18/08/2022 às 08h32

'Estou mais experiente, sei o que é governar e como governar', diz Lula

18/08/2022 às 08h28

Lula sobre corrupção: 'No meu governo houve investigação e transparência'

17/08/2022 às 22h54

'Os servidores terão reajuste no ano que vem', promete Bolsonaro

17/08/2022 às 22h32

Bolsonaro promete zerar impostos sobre combustíveis também em 2023

17/08/2022 às 22h24

PF afirma que Bolsonaro incitou crime ao relacionar vacina e Aids

17/08/2022 às 22h16

Soraya Thronicke propõe substituir impostos federais por um só tributo

17/08/2022 às 21h11

Vera Lúcia quer garantia de igualdade na disputa eleitoral

17/08/2022 às 21h02

Sofia Manzano defende investimentos em instituições públicas

17/08/2022 às 20h59

Felipe D%u2019Avila defende melhora do ensino básico

17/08/2022 às 20h56

Câmara do Rio rejeita recurso de vereador contra pedido de cassação

17/08/2022 às 20h39

STF retoma julgamento sobre nova Lei de Improbidade

17/08/2022 às 20h37

Desfile de 7 de Setembro foi cancelado no Rio de Janeiro, diz prefeito

17/08/2022 às 20h32

Lula: 'Bolsonaro decidiu tentar enganar o povo às vésperas da eleição'

17/08/2022 às 19h52

Senado aprova marco regulatório para exploração de energia em alto mar

17/08/2022 às 19h50

General toma posse como ministro do Superior Tribunal Militar

17/08/2022 às 19h49

Carlos explica presença na posse de Moraes: 'Pedi para ir e meu pai deixou'

17/08/2022 às 19h39