Diario de Pernambuco
Busca

CONGRESSO NACIONAL

'Esforço concentrado' no Congresso priorizará MPs com vencimentos próximos

Publicado em: 27/07/2022 21:17 | Atualizado em: 27/07/2022 21:59

 (crédito: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados)
crédito: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados
Ricardo Barros (Republicanos-PR), líder do governo na Câmara dos Deputados, afirmou nesta quarta-feira (27) que a Casa terá na próxima semana — de segunda-feira (1/8) até sexta (5/8) — um período de "esforço concentrado" para a votação de medidas provisórias e de propostas com prazo de vencimento até outubro.

As decisões, segundo Barros, foram acordadas em uma reunião com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). Na última terça-feira (26) o líder comunicou a Jair Bolsonaro (PL) sobre as previsões para as votações. Entre os projetos, uma pode ser a do MP que regulamenta do teletrabalho (MP 1108/2022), que vence no dia 7 do próximo mês.

“Temos sessão da Câmara a partir de segunda-feira e vamos aprovar as medidas provisórias que estão com vencimento previsto até o período das eleições. Vamos também procurar votar outros projetos que são de interesse de parlamentares. Onde houver consenso, pretendemos avançar na pauta”, disse Barros ao jornal Poder 360.

A definição do que será discutido no período será feito na reunião de líderes, na segunda-feira (1/8). O líder do governo previu três semanas de esforço concentrado, na primeira e última semana de agosto e na primeira semana de setembro.

“Vai ser nessa 1ª semana de agosto. Na última semana de agosto, 1ª de setembro, teremos também esforço concentrado. Por isso, estamos votando medidas provisórias para que o Senado tenha também a oportunidade de apreciá-las em um segundo momento”, explicou Barros.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL

Eymael assina termo de compromisso Presidente Amigo da Criança

18/08/2022 às 19h09

Felipe D'Avila diz que prioridade é fazer economia voltar a crescer

18/08/2022 às 18h47

STF: nova Lei de Improbidade não retroage para casos julgados

18/08/2022 às 18h45

Miguel cumpre agenda no camelódromo e promete zerar ICMS para microeemprededores

18/08/2022 às 18h24

Lira sobre ataques às urnas: 'Só leva à insegurança e instabilidade no país'

18/08/2022 às 18h19

Em agenda pelo Sertão do Araripe, Marília promete melhorias nas estradas e na Saúde

18/08/2022 às 18h12

"Bolsonaristas com muito orgulho", afirmam os Tércio em defesa à reeleição de Bolsonaro

18/08/2022 às 17h34

Prazo para solicitar voto em trânsito termina nesta quinta-feira (18)

18/08/2022 às 16h30

Haddad critica orçamento secreto em evento e rebate rejeição nas pesquisas

18/08/2022 às 16h20

'Tchutchuca do Centrão': saiba a origem da expressão que irritou Bolsonaro

18/08/2022 às 16h15

Simone Tebet quer o fim da reeleição e do orçamento secreto

18/08/2022 às 16h10

DP

Ciro Gomes diz que vai reformar CLT protegendo renda dos trabalhadores

18/08/2022 às 16h05

Bolsonaro defende escolha de ministros por critérios técnicos

18/08/2022 às 16h00

Bolsonaro tenta tirar celular da mão de influenciador que o questionava

18/08/2022 às 14h20

Como votar nas eleições 2022: guia com regras, datas e novidades

18/08/2022 às 14h15

Frente inter-religiosa publica nota de repúdio a Michele Bolsonaro

18/08/2022 às 14h00

Eleições 2022: o que acontece com quem não votar ou justificar ausência

18/08/2022 às 13h50

Ministro do TSE manda tirar do ar publicações de Damares sobre Lula

18/08/2022 às 12h08