Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

ELEIÇÕES 2022

Ciro diz que já teria sido presidente se quisesse 'vender o Brasil'

Publicado em: 30/07/2022 17:48

 (crédito: Carlos Vieira/CB)
crédito: Carlos Vieira/CB
O ex-governador do Ceará e candidato à Presidência da República Ciro Gomes (PDT) disse neste sábado (30) que já teria sido presidente "há uns oito, 12 anos atrás"  se quisesse "vender o Brasil". Ele também criticou seus adversários, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (PL), e os mandou "brigar lá fora".

"Me perguntam porque as pesquisas são tão hostis e porque eu tenho dificuldade de firmar alianças. Gente boa, se eu quisesse vender o Brasil e vender minha palavra, acreditem: eu já teria sido presidente há uns oito, 12 anos atrás", escreveu o candidato em seu Twitter. "O problema é que eu não quero só ser presidente do Brasil, eu quero mudar a história brasileira. E pra isso, eu não posso e não não vou vender minha alma pro sistema".
 
"Vão brigar lá fora"
 
Ciro também afirmou que Lula e Bolsonaro são irresponsáveis ao se candidatar à presidência sem formular estratégias, prazos e sem "dizer de onde vem o dinheiro". O candidato também criticou a polarização entre os dois, que lideram as pesquisas de intenção de voto. "Ora, vão brigar lá fora e deixe a gente cuidar da vida do povo, que precisa comer, trabalhar e ter dignidade!", exclamou.

Ciro defendeu que é preciso mudar o sistema econômico atual, afirmou que a taxa de juros atual é "a mais selvagem e criminosa" de todo o mundo e criticou a Medida Provisória (MP) 1.106/2022, que permite que beneficiários dos programas de transferência de renda, como o Auxílio Brasil, contratem crédito consignado pagando até 40% do benefício por mês. A medida foi aprovada em 7 de julho pelo Senado Federal. 

O ex-governador participou na manhã deste sábado (30/7) da convenção estadual do PDT em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, que oficializou a candidatura de Ricardo Gomyde (PDT) ao governo estadual. Ainda neste sábado ele segue para Minas Gerais, onde homologará o apoio do PDT à candidatura de Marcos Pestana (PSDB) ao governo mineiro.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Rhaldney Entrevista: Orson Lemos (TRE-PE), dra. Elizabeth Moreno e Cristiano Carrilho
Manhã na Clube: entrevistas com dra. Silvia Fontan, oncologista, e a advogada Géssica Araújo
Taiwan inicia testes militares e acusa Pequim de preparar invasão
Incêndio em terceiro tanque de petróleo no oeste de Cuba
Grupo Diario de Pernambuco