Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

PSB oficialza pedido de expulsão de filiados que negam apoio a Danilo Cabral em Pernambuco

Publicado em: 21/06/2022 20:19

 (Foto: Reprodução)
Foto: Reprodução
Buscando reverter o cenário de apoio crescente à oposição dentro do reduto socialista em Pernambuco, o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, oficializou, nesta terça-feira, o processo de expulsão de filiados que, desacatando as orientações do partido, não demonstraram apoio ao pré-candidato ao governo do estado Danilo Cabral (PSB). Até agora, seis pessoas entre prefeitos e vereadores foram alvos da medida por se aliarem à Marília Arraes (SD) ou Miguel Coelho (União Brasil). 

"(...) Fica determinado que todos os filiados no exercício de seus deveres deverão participar das campanhas eleitorais, apoiando e votando nos candidatos indicados por essa agremiação”, é o que informa trecho da Resolução PSB/PE nº 01/2022, de 20 de junho, que estabelece medidas disciplinares a filiados que manifestarem apoio a postulantes não indicados pelo PSB. Dentre as oito medidas estipuladas, constam: destituição de função em cargo partidário, cancelamento de filiação, censura pública, suspensão por até 12 meses e expulsão. Ainda de acordo com o documento, o filiado pode recorrer da ação dentro de um prazo de cinco dias contando da intimação da notificação.

Contrariando as orientações estabelecidas, seis pessoas foram alvo do processo de expulsão do PSB: Juarez Rodrigues Fernandes, prefeito do município de Machados; Weverton Barros de Siquera, vereador de Arcoverde; Alexandre Albuquerque de Barros Carvalho, vereador de Goiana; José Teixeira Neto, filiado ao PSB; e Celia Almeida Galindo, vereadora de Arcoverde, nomes que ofertaram apoio à pré-candidata ao governo de Pernambuco Marilia Arraes; por fim, José Antônio Martins da Silva, prefeito do município de João Alfredo, que nestas eleições apoiará o nome de Miguel Coelho, que também disputa o Palácio do Campo das Princesas.

Chamando de “estranho” e “oportunista” o posicionamento dos, agora, ex-filiados, Sileno Guedes disse que a medida é necessária para manter a unidade da Frente Popular, arco de alianças comandado pelo PSB em Pernambuco. “Estivemos juntos com Lula quando Eduardo foi governador e, agora em 2022, houve a indicação de Danilo Cabral como nosso pré-candidato a governador, com apoio de Lula. Foi uma construção dialogada, fruto de escuta interna e junto aos outros partidos da Frente Popular”, comentou. “É estranho e oportunista que alguns quadros estejam seguindo uma orientação contrária ao que foi coletivamente construído, indo na direção de chapas que flertam com o bolsonarismo. É uma posição lamentavelmente contrária a tudo o que a população anseia neste momento”, emendou. 

Além de Danilo Cabral, a chapa majoritária da Frente Popular é composta pela pré-candidata ao Senado, Teresa Leitão (PT), estando em aberto a vaga para a vice. A chapa do PSB em Pernambuco formará palanque para o ex-presidente Lula (PT) que disputará mais uma vez o Palácio do Planalto. Do outro lado, Marila Arraes compõe a única chapa que, até agora, definiu os nomes de todos os pré-candidatos, sendo eles André de Paula (PSD), que disputará uma vaga ao Senado, e o pré-candidato a vice-governador Sebastião Oliveira (Avante). A ex-petista também deve formar palanque para Lula no estado, o que tem sido rebatido pelos socialistas que exigem exclusividade no apoio ao ex-presidente. Já Miguel Coelho ainda não definiu os nomes para a Câmara Alta e nem para a vice e tem como figura presidenciável o deputado federal Luciano Bivar (União Brasil).

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevistas com Isaltino Nascimento (PSB), Dr. Luiz Mário e  Pedro Silveira
Nova presidente da Caixa toma posse e anuncia primeiras medidas
Manhã na Clube: entrevista com o ex-ministro e pré-candidato ao senado, Gilson Machado
Suspeito de ataque a tiros com seis mortos é detido nos EUA
Grupo Diario de Pernambuco