Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

ELEIÇÕES 2022

Parlasul terá Comissão observadora nas eleições brasileiras

Publicado em: 06/06/2022 22:38

 (crédito: Roque de Sá/Agência Senado)
crédito: Roque de Sá/Agência Senado
O Parlamento do Mercosul (Parlasul) aprovou, nesta segunda-feira (6), a criação da Missão de Observação Eleitoral do Observatório da Democracia do Parlasul, para acompanhar as eleições de 2022 no Brasil. A reunião ocorreu em Montevidéu, no Uruguai.

Uma das representantes brasileiras no Parlasul, a senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) explicou que um dos grandes objetivos desta Comissão é impedir a "verdadeira ameaça". "Uma avalanche de fake news, numa tentativa de descontruir e instabilizar a conquista brasileira da urna eletrônica”, disse. "O acompanhamento da Comissão fortalece a democracia e a transparência [das eleições]", disse. 

Entre as justificativas para o acompanhamento estão os ataques à democracia, diante do esforço do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que tem atuado no sentido de promover a transparência de todo o processo eleitoral.

"É fundamental a presença do Mercosul no acompanhamento das eleições brasileiras, porque não há dúvida nenhuma de que [o Observatório] só vai constatar a segurança da urna eletrônica e a contribuição que ela significa para a democracia", afirmou a parlamentar.

Já o senador Humberto Costa (PT-PE) destacou que o Parlasul é um espaço de extrema relevância para a democracia e a geopolítica regional e que as missões imputam credibilidade aos resultados eleitorais. "É algo que respeita a autonomia dos Estados, observa o desenrolar das atividades e agrega legitimidade ao processo. São incontáveis os ganhos democráticos e as trocas de experiência promovidos por essas missões", disse. 

Missão
 
O Parlasul é um órgão democrático e legislativo da representação civil dos países do Mercado Comum do Sul. Constituído em dezembro de 2006, é composto por Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. Atualmente é presidido por Tomás Bittar, parlamentar do Paraguai.

Os senadores Lucas Barreto (PSD-AP), Nelsinho Trad (PSD-MS) e Fabiano Contarato (PT-ES) também participaram do encontro em Montevidéu, entre outros parlamentares. 

Um dos vice-presidentes do Parlasul, Celso Russomanno (Republicanos-SP), explicou que o Observatório da Democracia do Parlasul, que já realizou 36 missões na região, tem como objetivo garantir proteção aos povos por meio da observação de eleições democráticas na região.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Nova presidente da Caixa toma posse e anuncia primeiras medidas
Manhã na Clube: entrevista com o ex-ministro e pré-candidato ao senado, Gilson Machado
Suspeito de ataque a tiros com seis mortos é detido nos EUA
Manhã na Clube: entrevistas com o pastor Wellington Carneiro e Alexandre Castelano
Grupo Diario de Pernambuco