Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

DRONE

Lula e Kalil: PT denuncia autores de ataque por drone por lesão corporal

Publicado em: 20/06/2022 20:54

 (Foto: Redes Sociais/Reprodução)
Foto: Redes Sociais/Reprodução
O deputado federal Reginaldo Lopes (PT), coordenador da campanha do es-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Minas, entregou ao procurador-geral de Justiça de Minas Gerais, Jarbas Soares Júnior, nesta segunda-feira (20), uma representação criminal relativa à ação de homens que jogaram substâncias malcheirosas em militantes que aguardavam o evento com Lula e o ex-prefeito de BH, Alexandre kalil (PSD).

“É fundamental a ampla apuração dos graves fatos, tendo em vista que o Ministério Público é defensor do regime democrático e do direito fundamental à liberdade de expressão e de reunião”, disse Soares Júnior nas redes sociais. 

A representação denuncia os autores pelo ataque por lesão corporal.

Lula estava em Uberlândia, no Triângulo, no último dia 15, para o lançamento da candidatura de Kalil ao governo de Minas.

No dia, um drone jogou um produto nas pessoas que esperavam pelo ex-presidente e pelo ex-prefeito. Durante a confusão, militantes disseram que se tratava de fezes e urina, mas a Polícia Militar confirmou que o produto jogado era, na verdade, utilizado em lavouras.

Para Jarbas Soares Júnior, é  necessário a devida apuração dos fatos, com a realização de prova pericial no drone e no produto pulverizado lançado sobre as pessoas.

"Assim será possível constatar a ocorrência ou não do crime de perigo para a vida ou saúde de outrem previsto no art. 132 do Código Penal, assim como de outros crimes arrolados na representação.”

Ainda segundo o procurador, deve ser também apurado o crime de associação criminosa, previsto no art. 288 do Código Penal, que depende da tipicidade de outros crimes e prova de envolvimento de três ou mais pessoas com o fim específico de cometer crimes.

“Minas sempre foi um estado acolhedor, independentemente das questões políticas. Depois da vergonha da tentativa de assassinato do presidente Jair Bolsonaro nas eleições de 2018, não podemos admitir que o nosso estado seja transformado em praça de guerra. Minas Gerais é conhecida pela sua hospitalidade e equilíbrio . O MPMG agirá com extremo rigor, vamos até o fim”, concluiu o procurador.

Pedido de audiência na ALMG
 
O presidente do PT em Minas Gerais e deputado estadual Cristiano Silveira pediu, nesta segunda-feira (20), a realização de uma audiência pública na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) para discutir o ataque em Uberlândia.

No Twitter, Cristiano se pronunciou sobre o pedido. “Não passarão! Protocolei na ALMG um requerimento pedindo a realização de audiência pública para debater a ação de violência política ocorrida no encontro de Lula e Kalil, em Uberlândia, no último dia 15”, escreveu.



Segundo o presidente do PT mineiro, também foi convocado o delegado responsável pela 2ª Delegacia de Polícia Civil de Uberlândia para prestar esclarecimentos sobre a apuração dos fatos. “Os responsáveis precisam ser punidos”, afirmou Silveira.

Ataque de drone

Alexandre Kalil criticou duramente os responsáveis por atirar substâncias malcheirosas em militantes que aguardavam o evento dele com Lula.

"Minas Gerais não recebe ninguém dessa maneira. Isso, aqui, é muito novo. Sabemos receber com bom café e pão de queijo. Eles mandaram o que gostam: cocô e xixi", disse. "Fiquem com outdoors, cocô e xixi. Vamos entregar o voto ao presidente Lula", rebateu o ex-prefeito de Belo Horizonte.

O ex-presidente chamou de “canalha” o responsável pelo ataque. “Um canalha que coloca drone para jogar sujeira em cima de homens, mulheres e crianças não é um ser humano normal”, declarou.

“O que vimos aqui não pode ser de um ser humano normal. Nunca fiz um inimigo no país. A prova disso é que Alckmin foi meu adversário em 2006; em 2022, será meu vice. Ele é um democrata”, declarou o petista.

Na sequência, Lula disse que “esse cidadão não é da turma do Tiradentes, mas do Silvério dos Reis”. “Não é da turma do Tancredo, mas dos que deram o golpe em 1964. Um cidadão desses não merece o nosso respeito. Não vamos tratá-los como nos tratam, pois somos civilizados”, concluiu.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Suspeito de ataque a tiros com seis mortos é detido nos EUA
Manhã na Clube: entrevistas com o pastor Wellington Carneiro e Alexandre Castelano
Planta gigante, prima da vitória-régia, é descoberta em Londres
Manhã na Clube: entrevistas com a deputada estadual Teresa Leitão (PT) e Juliana César
Grupo Diario de Pernambuco