Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

ELEIÇÕES 2022

Ciro: 'Frases bonitinhas, picaretas e arrogantes de Lula não resolvem'

Publicado em: 09/06/2022 16:11

 (crédito: Reprodução/Youtube)
crédito: Reprodução/Youtube
O ex-governador do Ceará e pré-candidato ao Planalto Ciro Gomes (PDT) afirmou, nesta quinta-feira (9), que "as frases bonitinhas, picaretas e arrogantes" do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não resolve nada. Nesta quarta-feira (8/6), Lula disse, em entrevista, que Ciro "precisa tomar um calmante".

"Esse é o velho Lula, sapato alto, salto 15, e ele reduz tudo a isso. É como se as nossas grandes questões fossem reduzidas a essa coisa da relação pessoal. Outro dia ele disse que as minhas opiniões talvez estejam constrangidas pelas sequelas da covid. Aí Deus, que é generoso e severo na sua justiça, impôs covid a ele", disse o presidenciável em entrevista à Rádio ABC 103.3 fm, do Rio Grande do Sul. "Essas frases bonitinhas, picaretas e arrogantes do Lula não resolvem o problema", completou.

Ciro está em agenda no estado desde esta quarta, quando recebeu, em Porto Alegre, o título de Cidadão Honorário da cidade. Nesta quinta (9/6), o ex-governador está em Caxias do Sul, e segue para Pelotas nesta sexta-feira (10/6). 

O pedetista também criticou a estratégia da campanha de Lula e seu vice, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSB), de lembrar os feitos dos governos anteriores do PT. "Como ninguém nunca tinha feito nada pela pobreza, o pouco que ele fez pareceu muito. Aí ele vive dessa memória afetiva", afirmou.

"Deputado medíocre", sobre Bolsonaro
 
Além de Lula, Ciro fez duras críticas ao presidente Jair Bolsonaro (PL) — que teve alto número de votos no Rio Grande do Sul nas eleições de 2018.

"Por que que o povo gaúcho votou nessa proporção, 70% no Bolsonaro? Foi pela obra extraordinária que o Bolsonaro trouxe do seu passado? Essa obra não existe, ele era um deputado medíocre, corrupto do baixo clero. Eu estou dizendo porque eu fui contemporâneo, eu fui colega dele na mesma data", disse Ciro. Ele defendeu ainda que a eleição do atual presidente foi um protesto magoado da população contra "o colapso moral que o PT produziu".
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Nova presidente da Caixa toma posse e anuncia primeiras medidas
Manhã na Clube: entrevista com o ex-ministro e pré-candidato ao senado, Gilson Machado
Suspeito de ataque a tiros com seis mortos é detido nos EUA
Manhã na Clube: entrevistas com o pastor Wellington Carneiro e Alexandre Castelano
Grupo Diario de Pernambuco