Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

Apesar de rejeição em PE, Paulo Câmara terá espaço na campanha eleitoral de Danilo Cabral

Publicado em: 08/06/2022 19:03 | Atualizado em: 08/06/2022 20:16

 (Foto: Marcus Mendes/Divulgação)
Foto: Marcus Mendes/Divulgação
Intitulando-se como "a novidade" na disputa eleitoral deste ano pelo governo de Pernambuco, o pré-candidato Danilo Cabral (PSB), durante sabatina virtual realizada pelo UOL/Folha, nesta quarta-feira, reiterou que o único palanque que o ex-presidente Lula (PT) terá no estado será o da Frente Popular. Questionado se pretende ter a presença do governador Paulo Câmara (PSB) em sua campanha apesar do alto índice de rejeição que o gestor tem enfrentado, Danilo disse que Câmara é presença confirmada.  "Tem gente que esconde palanque, eu não", disse o pré-candidato direcionando críticas aos adversários Miguel Coelho (UB) e Raquel Lyra (PSDB). 

Apesar de em Pernambuco, teoricamente, o ex-presidente Lula contar, até agora, com o apoio de duas candidaturas ao governo, o pré-candidato da Frente Popular, o deputado federal Danilo Cabral, fez questão de reiterar o que o PSB já alertou a nível nacional e no estado pernambucano. “Em Pernambuco isso já ficou muito claro e (também) já foi dito pelo (ex) presidente Lula: que eu serei o candidato dele”, destacou o socialista, que compõe chapa com a pré-candidata ao Senado, Teresa Leitão (PT). 

Além do parlamentar, a pré-candidata ao governo Marília Arraes (SD), desde que deixou o PT, em março deste ano, tem anunciado que permanecerá apoiando o nome de Lula no estado e que, portanto, não abrirá mão da imagem do petista em sua campanha, apesar de pressões da Frente Popular. “Sempre vou seguir ao lado de Lula incondicionalmente”, disse a ex-petista à época. 

Paulo Câmara

Durante a sabatina, Danilo Cabral confirmou que o governador Paulo Câmara também terá espaço em sua campanha eleitoral. O gestor estadual de Pernambuco tem enfrentado altos índices de rejeição durante o último ano do seu último mandato à frente do Palácio do Campo das Princesas. De acordo com dados do Instituto Paraná Pesquisa, divulgados em maio, Câmara tinha mais rejeição (67,3%) que o presidente Jair Bolsonaro (PL) (62,2%) em Pernambuco, fator que pode impactar negativamente a imagem de Danilo Cabral que ainda não pontua entre os três primeiros colocados das últimas pesquisas de intenção de voto no estado pernambucano. 

“O governador Paulo Câmara tem um grande trabalho prestado a Pernambuco”, frisou Danilo Cabral. “Tenho muito orgulho do meu time”, completou. O mesmo não aconteceu durante as eleições municipais de 2020, em que João Campos (PSB) disputava o cargo de prefeito. Naquela ocasião, o ex-prefeito do Recife Geraldo Júlio (PSB) cumpria seu último mandato com uma alta rejeição dos recifenses, o que levou a sigla socialista a não associar a imagem de Campos ao gestor municipal da época para não impactar negativamente em sua campanha. João Campos foi para o segundo turno com a prima e adversária Marília Arraes (PT) e venceu as eleições. 

“Tem gente que esconde palanque, eu não escondo”, asseverou Danilo Cabral em crítica aos seus adversários pelo governo de Pernambuco Miguel Coelho (União Brasil) e Raquel Lyra (PSDB). “Tem adversário aí que é ligado a Bolsonaro e esconde, tem outra adversaria que é ligada ao PSDB e fica escondendo candidato, ou seja, meu time é muito definido, muito claro”, finalizou o pré-candidato alfinetando os adversários Miguel Coelho (União Brasil) e Raquel Lyra (PSDB). O União Brasil tem como pré-candidato à presidência o deputado federal Luciano Bivar, ex-aliado de Bolsonaro, assim como Miguel Coelho; e o PSDB deve apoiar o nome da senadora Simone Tebet (MDB) após João Doria (PSDB) ter desistido de sua pré-candidatura. 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Planta gigante, prima da vitória-régia, é descoberta em Londres
Manhã na Clube: entrevistas com a deputada estadual Teresa Leitão (PT) e Juliana César
Última Volta: GP da Grã Bretanha de F1 2022
Quem é Júlio Lancellotti, o padre antissistema que dá esperança aos pobres
Grupo Diario de Pernambuco