Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

VISTO HUMANITÁRIO

Presidente recebe balanço de plano para acolher juízas do Afeganistão

Publicado em: 02/05/2022 20:48

 (Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil
)
Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil
O presidente Jair Bolsonaro se reuniu nesta segunda-feira (2), no Palácio do Planalto, com a presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Renata Gil. Após o encontro, ela falou com a imprensa sobre a visita. A AMB lidera, desde o ano passado, uma campanha humanitária para que o Brasil acolha juízas do Afeganistão, que passaram a ficar sob ameaça após a tomada de controle do país pelo grupo islâmico Talibã, cujo regime político envolve uma série de restrições ao trabalho e educação das mulheres. 

"Na verdade, eu vim agradecer, porque foi através de uma iniciativa do presidente que a gente montou, com a Casa Civil, o plano com a emissão de vistos provisórios. E esse modelo que o Brasil adotou foi o modelo vencedor, tanto que em nenhum outro país a gente teve um acolhimento como esse, bem-sucedido", afirmou Renata Gil.

Visto humanitário
Em outubro de 2021, dez magistrados afegãos e seus familiares, a maioria mulheres, chegaram ao Brasil após receberem visto humanitário do governo brasileiro. A ação foi coordenada pela AMB, em parceria com a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), após informações de que pelo menos 270 juízas estavam em situação de vulnerabilidade no país do Oriente Médio, em meio à ascensão do Talibã. 

A concessão do visto temporário e de autorização de residência foi regulamentada pelos Ministérios das Relações Exteriores e da Justiça e Segurança Pública. Segundo Renata Gil, uma segunda parte do plano de acolhimento das juízas afegãs foi entregue ao presidente da República.

"Eu vim entregar a parte final do plano, que está todo desenhado. Esse plano foi entregue ao governo federal, foi entregue também às autoridades nos países que a gente tem visitado", informou.

Além de tratar do acolhimento humanitário, a assessoria da AMB informou que Renata Gil e Jair Bolsonaro também conversaram sobre a campanha Sinal Vermelho Contra a Violência Doméstica, que incentiva mulheres vítimas de ameaças e agressões a pedir ajuda por meio de um X vermelho na palma da mão. A campanha também é uma iniciativa da associação dos magistrados.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevista com Raquel Lyra (PSDB)
Casamento de Lula e Janja: celulares barrados na entrada
Soldado russo se declara culpado por crime de guerra na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com Maria Zilá Passo, advogada especialista em direito da saúde
Grupo Diario de Pernambuco