Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

INVESTIGAÇÃO

PGR pede que STF mande investigações sobre Weintraub à Justiça Federal

Publicado em: 11/05/2022 21:50

 (Foto: Reprodução/YouTube/Podcast Inteligência Ltda)
Foto: Reprodução/YouTube/Podcast Inteligência Ltda
A Procuradoria-Geral da República (PGR) solicitou, nesta quarta-feira (11), que o Supremo Tribunal Federal (STF) envie à Justiça Federal de Brasília a ação que investiga as falas do ex-ministro da Educação Abraham Weintraub sobre uma suposta tentativa de compra da casa dele por parte do ministro Ricardo Lewandowski, do STF.

O requerimento foi assinado pela vice-procuradora da República, Lindôra Maria Araujo. A vice-PGR argumenta que a mudança de instâncias deve acontecer pois o "suposto autor dos fatos não é autoridade detentora de foro por prerrogativa de função". Weintraub, não tem mais foro privilegiado, pois deixou o cargo de ministro.

"No presente caso, o suposto autor dos fatos não é autoridade detentora de foro por prerrogativa de função, razão pela qual se conclui que a Procuradoria-Geral da República não tem atribuição para atuar no presente caso", escreveu.

No vídeo que motivou a investigação, Weintraub disse que um dos ministros do Supremo que lhe negou habeas corpus tentou comprar a sua casa em um condomínio fechado, mesmo sem ela estar à venda.

“Moro numa casa, num condomínio fechado, uma casa boa. Um juiz do STF estava procurando casa na região, dentro do condomínio. Viu a minha casa e falou: ‘Pô, casa bonita, hein? De quem é?’ Falaram: ‘Abraham Weintraub’. ‘Pergunta para ele se não quer vender para mim’. O que acha disso? É adequado?'”, afirmou em entrevista ao podcast Inteligência Ltda.

Depois das declarações, o ministro Alexandre de Moraes abriu um procedimento preliminar para apurar as falas de Weintraub. O despacho foi dado no inquérito das fake news.

Lewandowski nega

Em fevereiro, o ministro Ricardo Lewandowski negou que tenha visitado e manifestado interesse na casa de Abraham Weintraub. Por meio de nota, ele informou que o ministro visitou duas casas no mesmo local por meio de uma corretora de imóveis, mas que nenhuma pertencia a Weintraub.

"O Gabinete do Ministro Ricardo Lewandowski informa que, por intermédio de uma corretora imobiliária, o Ministro visitou duas casas no referido condomínio em São Paulo, as quais estavam à venda, mas nenhuma delas de propriedade do depoente", disse à época.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Fechamento de escolas durante pandemia pode gerar prejuízos por décadas no Brasil
Manhã na Clube: entrevistas com Bruno Rodrigues e Débora Almeida
Manhã na Clube: entrevista com a dra. Tamara Cristina, endocrinologista
Refugiados ucranianos no Brasil: mais de 10 mil quilômetros longe de casa
Grupo Diario de Pernambuco