Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

MINERAÇÃO

Novo presidente do Ibram se diz contra privatização da Petrobras

Publicado em: 11/05/2022 21:33

 (Foto: IBRAM/Divulgação)
Foto: IBRAM/Divulgação
O novo presidente Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), Raul Jungmann, disse que é contra a privatização da Petrobras. A declaração ocorreu durante a posse do presidente e da nova diretoria, na noite desta quarta-feira (11). 

“Não é um tema que de forma alguma pode ser discutida ao final de um mandato”, disse Jungmann, que foi um dos nomes predominantes do governo de Michel Temer (MDB). “Petrobras é um tema que impacta qualquer eleição”, avaliou.

A avaliação de Jungmann ocorreu na mesma noite em que o novo ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, elencou a privatização da Petrobras e do pré-sal como prioridades da gestão dele à frente da pasta. 

Jungmann já exercia o mandato de presidente do Ibram deste 1º de março, substituindo Flávio Ottoni Penido. Além dele, também tomaram posse nesta quarta-feira os novos presidente e vice-presidente do Conselho Diretor do Instituto, Wilfred Bruijn, CEO da mineradora Anglo American no Brasil; e Ediney Drummond, diretor-presidente da Lundin Mining Corporation respectivamente.

O novo presidente da diretoria foi escolhido por integrantes do Conselho Diretor do Ibram e com participação do seu Comitê de Governança, formado por executivos de mineradoras associadas. Desde março de 2022 ele já atua para reforçar a articulação do Instituto na defesa dos interesses legítimos do setor mineral brasileiro.

O evento de posse foi prestigiado pela ex-ministra Isabela Siqueira e o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes. 

O novo presidente tem como desafio promover a expansão da mineração no país, incluídos os novos minerais a serem demandados pelo mercado, e dentro de padrões preconizados dentro dos conceitos de governança socioambiental (ESG).

Perfil

Uma das principais figuras do governo do ex-presidente Michel Temer (MDB), Jungmann é cofundador e presidente executivo do Instituto para Reforma das Relações entre Estado e Empresa - IREE Defesa & Segurança, tendo assumido a iniciativa e o Ibram após longa trajetória política.

Ele assumiu secretarias e ministérios, como do Desenvolvimento Agrário, Defesa e Segurança Pública. Jungmann também presidiu conselhos de administração em grandes companhias, como Banco do Brasil e Porto de Suape, tendo, também, presidido o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Jungmann cumpriu ainda três mandatos como deputado federal entre 2003 e 2016.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: deputado Silvio Costa Filho (Republicanos) e dra. Tamara Cristina, endocrinologista
Refugiados ucranianos no Brasil: mais de 10 mil quilômetros longe de casa
Manhã na Clube: entrevista com Miguel Coelho
Manhã na Clube: entrevista com dr. Antônio Manuel de Almeida Dias, presidente da CESPU Europa
Grupo Diario de Pernambuco