Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

ELEIÇÕES

Lula promete acabar com o teto de gastos

Publicado em: 12/05/2022 08:36 | Atualizado em: 12/05/2022 09:01

 (Foto: Ricardo Stuckert)
Foto: Ricardo Stuckert
O ex-presidente Lula (PT) disse, ontem, que, se for eleito presidente da República, revogará o teto de gastos. O dispositivo foi aprovado durante o governo do ex-presidente Michel Temer e limita o crescimento dos gastos públicos à inflação do ano anterior. Para o pré-candidato do PT, o crescimento econômico é que garantirá o equilíbrio orçamentário.

"Não é que eu vá ser irresponsável, gastar para endividar o futuro da nação. Não. É porque vamos ter que gastar aquilo que é necessário para a produção de artigos produtivos. Quem vai derrubar o gasto em relação ao PIB (Produto Interno Bruto) é o crescimento econômico, e não o corte orçamentário. Basta a economia crescer que você vai derrubar a diferença", disse Lula, no encontro que teve 26 reitores de universidades federais, em Juiz de Fora (MG).

O município, aliás, foi última cidade mineira visitada pelo ex-presidente — antes esteve em Belo Horizonte e Contagem. Após a reunião com reitores, o petista participou de ato popular e manifestou-se contra a privatização de estatais. "Parem de tentar privatizar as nossas empresas públicas. Quem se meter a comprar a Petrobras, vai ter que conversar conosco depois das eleições. Aprendam a trabalhar, aprendam a investir, aprendam a fazer política econômica, em vez de vender coisas que estão prontas", disse.

A visita de Lula a Juiz de Fora foi marcada pela tensão. Logo ao desembarcar, foi recebido tanto por apoiadores — incluindo militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST) — quanto por opositores em frente ao Aeroporto da Serrinha. Para apartar os dois grupos, a Polícia Militar interveio, mas um dos soldados puxou a arma para o pessoal do MST. O vídeo circulou na redes sociais e mostra o PM ameaçando os apoiadores do ex-presidente. A corporação disse que a arma estava carregada com balas não letais.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevista com a dra. Tamara Cristina, endocrinologista
Refugiados ucranianos no Brasil: mais de 10 mil quilômetros longe de casa
Manhã na Clube: entrevista com Miguel Coelho
Manhã na Clube: entrevista com dr. Antônio Manuel de Almeida Dias, presidente da CESPU Europa
Grupo Diario de Pernambuco