Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

ELEIÇÕES

Bolsonaro diz que Forças Armadas não serão apenas "espectadoras" das eleições

Publicado em: 05/05/2022 22:32

 (Foto: Ed Alves/CB/D.A Press )
Foto: Ed Alves/CB/D.A Press
O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou, nesta quinta-feira (5), que as Forças Armadas não serão apenas espectadoras no processo eleitoral e cobrou que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) torne público os questionamentos e sugestões dos militares para as eleições de outubro. A declaração ocorreu durante transmissão de live por meio das redes sociais.

"O TSE, pelo que nos consta, carimbou de confidencial as sugestões, que foram nobres, propostas pelas Forças Armadas ao TSE para que se reduzisse ao máximo a possibilidade de fraude. O senhor Barroso disse há pouco tempo que as urnas são inexpugnáveis. Ora, se elas são inexpugnáveis, não são passíveis de fraudes, para que esconder esse documento? Esconder das FA, esconder da população brasileira? O que a população quer e é um direito da população é realmente eleições transparentes onde o voto do seu João ou da senhora Maria seja contado efetivamente para aquele candidato", alegou.

"Ninguém está duvidando das eleições aqui. Deixo bem claro, ninguém está atacando a democracia ou atacando o egrégio Tribunal Superior Eleitoral. Convidaram as FA e elas apresentaram suas nobres sugestões. Num primeiro momento, elas apresentaram centenas de vulnerabilidades. Então, para tapar esse buraco todo, para fechar essa peneira, foram feitas essas sugestões. E já é um tempo bastante longo e o TSE não se manifesta. Já tiveram mais de uma reunião com a equipe técnica e o TSE não se manifesta no tocante a isso", reclamou.

O presidente ressaltou que as Forças Armadas buscam um papel ativo no pleito eleitoral de 2022.

"Convidaram as FA, mas elas não vão fazer o papel de chancelar apenas o processo eleitoral, participar como espectadores do mesmo. Não vão fazer isso. As Forças Armadas, nós temos um comando de cibernética que tem lá centenas de militares formados nas melhores universidade do Brasil e fizeram um trabalho bastante apurado", continuou.

Por fim, disse que o ministro Fachin, presidente do TSE, deveria "agradecer, tomar as providências, debater, discutir com as equipes das FA para que as eleições de fato fossem realizadas sem qualquer suspeição de irregularidades".

"Repito, as Forças Armadas não estão se metendo no processo eleitoral. Elas foram convidadas. E as FA são bastante zelosas. As Forças Armadas, junto com o Corpo de Bombeiros, são uma das instituições mais respeitadas do Brasil. Fizeram o seu trabalho e esse trabalho tem que ser mostrado para a sociedade. Eu entendo que o TSE, salvo melhor juízo, deve agradecer as FA e tomar as providências", concluiu.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevista com a dra. Tamara Cristina, endocrinologista
Refugiados ucranianos no Brasil: mais de 10 mil quilômetros longe de casa
Manhã na Clube: entrevista com Miguel Coelho
Manhã na Clube: entrevista com dr. Antônio Manuel de Almeida Dias, presidente da CESPU Europa
Grupo Diario de Pernambuco