Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

ELEIÇÕES

Lula diz que, se eleito, irá revogar sigilo de 100 anos de Bolsonaro

Publicado em: 26/04/2022 19:27

 (Ex-presidente Lula (PT) durante entrevista para youtubers e mídia independente. Foto: Youtube/Reprodução)
Ex-presidente Lula (PT) durante entrevista para youtubers e mídia independente. Foto: Youtube/Reprodução
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse, nesta terça-feira (26), que, caso seja eleito presidente, vai derrubar os decretos de sigilo de 100 anos impostos pelo governo para informações sobre o presidente Jair Bolsonaro (PL).

A declaração foi dada durante entrevista coletiva para youtubers e mídia independente.

Para Lula, Bolsonaro “vive de favor” e governa por meio de autoritarismo e decretos para atender interesses de terceiros.

Pela primeira vez, o ex-presidente comentou sobre o perdão concedido pelo presidente ao deputado Daniel Silveira. Para ele, Bolsonaro fez “indulto fora de hora”. 

“Ele vive de favor, fazendo decreto lei, fazendo indulto fora de hora, transformando qualquer coisinha que os filhos dele façam em sigilo de 100 anos. Tudo é sigilo de 100 anos. Mas preparem que nós vamos dar um jeito nisso.”

Antes, o ex-presidente também tinha dito que qualquer um que for eleito com orçamento secreto terá muita dificuldade de governar.

“Nunca antes na história do país tivemos um presidente tão rastejante diante do Congresso Nacional que nem o Bolsonaro. Ele não tem força nenhuma. Nem o orçamento, que é uma coisa do presidente, executar ele executa. Quem executa é o presidente da Câmara e do Senado.”

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Casamento de Lula e Janja: celulares barrados na entrada
Soldado russo se declara culpado por crime de guerra na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com Maria Zilá Passo, advogada especialista em direito da saúde
Fechamento de escolas durante pandemia pode gerar prejuízos por décadas no Brasil
Grupo Diario de Pernambuco