Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

CASO DANIEL SILVEIRA

Lira diz que Congresso não abre mão de decisão sobre mandato de Silveira

Publicado em: 26/04/2022 18:55

 (Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados)
Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados
O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), comentou a respeito do caso do deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ), e reiterou que o Congresso Nacional não abrirá mão de decidir sobre o mandato parlamentar.

“O entendimento da assessoria jurídica da Casa é que o Supremo Tribunal Federal (STF) tem a competência para julgar, o presidente da República tem a competência constitucional para fazer a graça ou indulto, e que o Congresso Nacional, não só a Câmara dos Deputados, é quem tem que decidir sobre mandato parlamentar. É uma atribuição da qual não vamos abrir mão constitucionalmente”, assegurou.

O parlamentar comentou, ainda, sobre o projeto de lei que dá “anistia” ampla ao parlamentar e a outros bolsonaristas condenados ou investigados por manifestações consideradas antidemocráticas pelo STF. “Nem essa presidência nem nenhuma outra presidência tem o poder de tolher qualquer projeto de lei de ser apresentado ou que ele tramite na Casa. A aprovação ou não de um PL depende da maioria dos partidos, dos entendimentos políticos ou da situação. A Câmara só se manifestará quando chegar a demanda. Não pode agir de ofício, porque não é o caso”, pontuou.

Recurso
 
Na última quinta-feira (21), Lira entrou com recurso no STF para que seja garantido ao Congresso Nacional o poder de decisão sobre a perda de mandatos de parlamentares alvos de ações criminais. O pedido foi feito em uma ação de 2018, que discutia o procedimento de cassação de mandato do deputado Paulo Feijó, condenado pela Corte.

Em entrevista à imprensa nesta terça-feira (26) o presidente da Câmara comentou sobre o recurso. “Não se trata absolutamente de nenhum caso específico, é para que a gente ratifique claramente, em uma decisão do Supremo, um entendimento que as duas Casas têm, em detrimento de condenação a cassação do mandato só pelo Congresso Nacional”, reiterou.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevista com a dra. Tamara Cristina, endocrinologista
Refugiados ucranianos no Brasil: mais de 10 mil quilômetros longe de casa
Manhã na Clube: entrevista com Miguel Coelho
Manhã na Clube: entrevista com dr. Antônio Manuel de Almeida Dias, presidente da CESPU Europa
Grupo Diario de Pernambuco