Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

MEIO AMBIENTE

Carlos Bolsonaro critica agenda verde: 'Controle social e financeiro

Publicado em: 25/04/2022 18:08

 (Foto: Sergio Lima/AFP)
Foto: Sergio Lima/AFP
O vereador do Rio de Janeiro e filho “02” do presidente Jair Bolsonaro (PL), Carlos Bolsonaro (Republicanos), criticou a agenda verde em sua rede social nesta manhã (25). Ele chamou de "muito bacana a intenção", mas que, por trás, há uma imposição de “controle social e financeiro”.

“Toda a agenda tem muito método, usando o politicamente correto que avança de forma galopante sem que as pessoas percebam”, escreveu. Ele ainda destacou que é bom “para a democracia comentar sobre este e outros assuntos interligados”, ou não, enquanto não viram assuntos “democraticamente proibidos”.



O comentário vem na esteira da reeleição de Emmanuel Macron, presidente francês que é um crítico à política ambiental brasileira. O documento elaborado para a ratificação do acordo comercial Mercosul e União Europeia (UE) foi elaborado pelo governo da França, mas outros países do bloco também têm como condicionante a preservação da Amazônia.

“O atual desmatamento nos países do Mercosul, que pode ser consequência de políticas adotadas, é muito preocupante e não atende os objetivos estabelecidos no Acordo de Paris e na Convenção das Nações Unidas sobre mudanças climáticas”, diz o documento.

Ainda em janeiro de 2021, Macron disse que depender da soja brasileira era endossar o desmatamento. "Somos coerentes com nossas ambições ecológicas. Lutamos para produzir soja na Europa", disse o chefe de Estado francês à época.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Casamento de Lula e Janja: celulares barrados na entrada
Soldado russo se declara culpado por crime de guerra na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com Maria Zilá Passo, advogada especialista em direito da saúde
Fechamento de escolas durante pandemia pode gerar prejuízos por décadas no Brasil
Grupo Diario de Pernambuco