Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

ELEIÇÕES

Bolsonaro diz que 'pagou preço caro' por não se esconder durante pandemia

Publicado em: 28/04/2022 13:20

 (crédito: TV Brasil/Reprodução)
crédito: TV Brasil/Reprodução
O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse que, mesmo durante a pandemia da Covid-19, ele não se escondeu: “Paguei um preço caro”. O chefe do Executivo discursou em tom de campanha, nesta quinta-feira (28), na cerimônia de entrega de títulos de terra em Paragominas, no Pará.

“Sempre estive no meio de vocês, mesmo durante a pandemia, nunca fechei uma casa de comércio, nunca me escondi, paguei um preço caro”, disse o presidente.

A frase é indireta aos governadores estaduais e às políticas de lockdown, implementadas durante a pandemia, um desvio às críticas que Bolsonaro sofre pelo retardo na vacinação nos estados — um dos motivos da instauração da comissão parlamentar de inquérito (CPI) da Covid-19 no Senado.
 
Durante a entrega de títulos, hoje, Bolsonaro esteve com o senador e pré-candidato ao governo paraense Zequinha. “Presidente, o maior objetivo de desejo do produtor paraense é título de terra, e estamos aqui comemorando isso. Quando o senhor chegou ao governo, o mundo mudou, aquilo que era proibido, dar título, ficou suspenso e começou um grande trabalho de regularização fundiária. Eu cumprimento o povo do agro paraense”, disse Zequinha.

“Hoje, vocês podem dizer que tem um presidente que acredita em Deus, que defende seus militares, que respeita a família e seu povo”, finalizou Bolsonaro aos presentes.
 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: deputado Silvio Costa Filho (Republicanos) e dra. Tamara Cristina, endocrinologista
Refugiados ucranianos no Brasil: mais de 10 mil quilômetros longe de casa
Manhã na Clube: entrevista com Miguel Coelho
Manhã na Clube: entrevista com dr. Antônio Manuel de Almeida Dias, presidente da CESPU Europa
Grupo Diario de Pernambuco