Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

ELEIÇÕES

Moro rebate Bolsonaro e diz que, 'assim como Lula, ele mente'

Publicado em: 10/01/2022 18:23 | Atualizado em: 10/01/2022 19:21

 (Foto: Evaristo Sá/AFP)
Foto: Evaristo Sá/AFP
O pré-candidato à Presidência da República Sergio Moro (Podemos) reagiu às declarações do presidente Jair Bolsonaro (PL), que o acusou de agir como “dono” do Ministério da Justiça, enquanto ocupava o posto em seu governo, na manhã desta segunda-feira (10). Mais tarde, o ex-juiz, disse que Bolsonaro mente e não deve ser levado a sério.

“Assim como Lula, Bolsonaro mente. Nada do que ele fala deve ser levado a sério. Mentiu que era a favor da Lava Jato, mentiu que era contra o Centrão, mentiu sobre vacinas, mentiu sobre a Anvisa e o Barra Torres e agora mente sobre mim. Não é digno da Presidência.”, escreveu Moro em sua conta no Twitter, em referência à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres, que desafiou o presidente Jair Bolsonaro a apresentar provas sobre corrupção no órgão regulador, que aprovou a vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a covid-19.

A mensagem de Moro vem após Bolsonaro criticar o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública criticar, em entrevista à Jovem Pan que veio ao ar nesta segunda-feira (10/1). O presidente afirmou que o ex-juiz achava que "era o dono do ministério" e repetiu que Moro tentou trocar uma indicação dele ao Supremo Tribunal Federal (STF) pela substituição do então diretor-geral da Polícia Federal (PF), Maurício Valeixo. Moro já havia negado a fala de Bolsonaro em outras ocasiões. 

"Ele foi do meu governo para fazer trabalho sério, para se blindar ou para se preparar para ser futuro candidato a presidente da República. Tem três alternativas. Não deu certo. Tirei ele fora. Tinha que tirar", acrescentou o presidente na entrevista.

Antes aliados políticos, Bolsonaro e Moro estão hoje em lados opostos e com o cabo de guerra armado disputando o mesmo eleitorado. Depois de ser ministro da Justiça do atual governo, o ex-juiz se filiou ao Podemos para disputar as eleições e é uma das ameaças ao presidente na corrida presidencial de 2022.

Pesquisa Datafolha, publicada no dia 16 de dezembro, mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) liderando as intenções de voto para presidente no primeiro turno de 2022, com 48%, contra 30% de Bolsonaro. Moro aparece na terceira posição, com 9% das intenções, seguido pelo pedetista Ciro Gomes, com 7%, e pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que pontuou 4%.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com Augusto Coutinho (Solidariedade) e o psicólogo Carol Costa Júnior
Morre Olavo de Carvalho, considerado guru do bolsonarismo
Manhã na Clube: entrevistas com André de Paula (PSD), Eduardo Cavalcanti e Epitacio Rolim
OMS: é possível encerrar fase aguda da pandemia este ano
Grupo Diario de Pernambuco