Diario de Pernambuco
Busca

ELEIÇÃO

Moro desafia Lula a debater 'a qualquer hora, sobre o mensalão e o petrolão'

Publicado em: 14/01/2022 15:46

 (Foto: Evaristo Sa/AFP - Divulgação/PT)
Foto: Evaristo Sa/AFP - Divulgação/PT
O pré-candidato Sergio Moro (Podemos) usou as suas redes sociais para desafiar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a um debate. No Twitter, o ex-juiz recusou o convite feito pelo grupo de advogados Prerrogativas para um debate público, mas convidou Lula a discutir, 'a qualquer hora, sobre o mensalão e o petrolão'.

Moro foi às redes sociais para comentar a informação publicada pela Folha de S.Paulo de que o advogado Antonio Cláudio Mariz de Oliveira, que integra o grupo Prerrogativas, é contra o projeto do ex-juiz e pré-candidato ao Planalto de reformar a Justiça.

'Vejo que o clube dos advogados pela impunidade quer debater. Desculpem, mas este é um clube do qual não quero participar. Mas debato com o chefe de vocês, o Lula, a qualquer hora, sobre o mensalão e o petrolão', disse Moro na publicação.

A resposta veio junto a um vídeo com uma declaração de Mariz, em jantar com Lula, onde o advogado dizia: 'O crime já aconteceu, o que adianta punir?'

O Prerrogativas, que reúne advogados e profissionais do Direito, se tornou um dos principais antagonistas da Lava-Jato e da candidatura do ex-ministro do presidente Jair Bolsonaro. O grupo tem adotado como prática questionar o ex-juiz e responder a diversas de suas declarações.

Mais cedo, após ser criticado por Sergio Moro em redes sociais e em uma entrevista à revista Veja nesta sexta (14), o grupo desafiou o pré-candidato à Presidência a um debate público.

'Estamos convidando o ex-juiz Moro para um debate público sobre o sistema de Justiça. Queremos saber se ele tem coragem e espírito público para aceitar', disse o advogado Marco Aurélio de Carvalho, coordenador do grupo, à Folha.

No final do ano passado, o Prerrogativas organizou o jantar em São Paulo que reuniu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-governador Geraldo Alckmin (ex-tucano), que poderão formar chapa para a eleição presidencial.
TAGS: moro | lula | 2002 | eleição |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL

STF: maioria é contra ação para anular pagamento a profissionais de saúde

13/08/2022 às 18h42

Lula promete continuidade de auxílio de R$ 600 caso seja reeleito

13/08/2022 às 14h41

Prazo para pedir voto em trânsito termina na próxima quinta-feira

13/08/2022 às 12h58

Líderes neopentecostais pregam para reeleger Bolsonaro

13/08/2022 às 08h35

Deputado Joel da Harpa elabora PL contra a publicidade de alimentos ricos em açúcar nas escolas

12/08/2022 às 22h44

Novo diretor da Anvisa toma posse nesta sexta-feira

12/08/2022 às 22h42

Encontro de candidatas negras do Nordeste debate projeto político contra o racismo

12/08/2022 às 22h10

Silvio Costa critica Marília Arraes por escolha de candidato ao Senado

12/08/2022 às 21h50

TSE divulga cálculo para distribuição de tempo no horário eleitoral

12/08/2022 às 21h41

Roberto Jefferson registra candidatura à Presidência no TSE

12/08/2022 às 21h36

Defesa afirma que supersalários divulgados 'apresentam incorreções'

12/08/2022 às 20h49

Após reajuste no Judiciário, parlamentares também querem aumentar salários

12/08/2022 às 20h44

Barroso envia à PGR acusação contra Bolsonaro por crimes durante a pandemia

12/08/2022 às 19h21

D'Ávila fala em 'erradicar pobreza extrema' em quatro anos

12/08/2022 às 19h16

Bolsonaristas confundem tenente da FAB com Taylor Swift

12/08/2022 às 19h11

Bolsonaro sobre carta pela democracia: 'Preocupados com minha popularidade?'

12/08/2022 às 18h13

PL pedia exclusão do material da internet alegando propaganda eleitoral antecipada e ofensa à honra

TSE nega pedido para excluir vídeo em que Lula chama Bolsonaro de mentiroso

12/08/2022 às 17h23

Ministro indicado pelo presidente Bolsonaro pediu mais tempo para analisar ações que envolvem o chefe do Executivo

Mendonça suspende análise de inquéritos contra Bolsonaro no STF

12/08/2022 às 17h18