Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

OBSTRUÇÃO INTESTINAL

'Estou morrendo', disse Bolsonaro ao médico antes de ser internado

Publicado em: 05/01/2022 19:48 | Atualizado em: 05/01/2022 20:07

 (Foto: Reprodução / Facebook)
Foto: Reprodução / Facebook
O presidente Jair Bolsonaro (PL) passou por maus momentos antes de ser internado no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, na última segunda-feira (3/01). Em entrevista ao jornal O Globo, o médico do chefe do Executivo, o cirurgião Antônio Luiz Macedo, revelou mais detalhes sobre o episódio.


Segundo o médico, Jair Bolsonaro o ligou chorando de dor. “(Ele) falou 'estou morrendo, Macedo. A coisa está ruim’. Mandei ele ir na hora para o (Hospital) Vila Nova Star”, disse o médico ao jornal carioca.

Ao chegar no hospital e encontrar o presidente, Macedo analisou a tomografia, os exames de sangue e tocou a barriga de Bolsonaro. “Quando apalpei, vi que o intestino não estava rasgando e estava mais molinho. Foi muito bom. Porque qualquer cirurgia que for feita nessa região dificilmente vai durar menos de 12 horas”, disse.

A obstrução intestinal do presidente foi causada por um camarão mal mastigado. "Eu não almoço, eu engulo. Tinha uma peixada, uns camarõezinhos também. Aí eu mastiguei o peixe e engoli o camarão. Foi isso que aconteceu", explicou Bolsonaro em coletiva de imprensa.

De acordo com Macedo, o presidente precisa fazer algumas mudanças na rotina para evitar novos episódios como o do começo do ano. “Tem que evitar alimentos como carne, castanha de caju e amendoim, que formam um bolo que passa com mais dificuldade pelo intestino. Deve também evitar subir em caminhões ou lugares altos. Se o impacto de uma queda atingir a região fragilizada, que é o lado esquerdo na altura do umbigo, pode romper o intestino”, disse ao jornal O Globo.


Macedo disse que aconselhou a Michelle Bolsonaro, esposa do presidente, a botar um cadeado na moto dele. “Não pode fazer força também por um tempo, a força pode fazer o abdome torcer”, disse.
TAGS: bolsonaro |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com Dorgivânia Arraes (CRC-PE) e Fabi Soares, consultora de RH
Manhã na Clube: entrevistas com Augusto Coutinho (Solidariedade) e o psicólogo Carol Costa Júnior
Morre Olavo de Carvalho, considerado guru do bolsonarismo
Manhã na Clube: entrevistas com André de Paula (PSD), Eduardo Cavalcanti e Epitacio Rolim
Grupo Diario de Pernambuco