Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

CPI

Bolsonaro sobre possível nova CPI da Covid: 'Randolfe vive de Carnaval'

Publicado em: 12/01/2022 18:52

 (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado
O presidente Jair Bolsonaro (PL) criticou nesta quarta-feira (12) o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 finalizada em outubro do ano passado pelo pedido de abertura de uma nova comissão.

"Randolfe Rodrigues vive de Carnaval", alegou o presidente em entrevista à Gazeta Brasil. "Agora querem uma nova CPI? Para apurar o quê? A CPI tem que ter um fato determinado, não pode ser uma CPI para qualquer coisa que pintar na frente, tem que ter um fato determinado. E qual o fato determinado desses caras?", questionou.

Ontem, o senador protocolou um requerimento pedindo a instalação de uma nova investigação. Agora, segundo o parlamentar, a comissão investigaria as ações e as omissões do governo federal no enfrentamento à pandemia da Covid-19 a partir de novembro de 2021. Entre os pontos levantados por ele estão o atraso e a insuficiência na vacinação infantil, a insuficiência de provisão de doses de reforço em 2022 e os ataques do presidente Jair Bolsonaro aos técnicos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que aprovaram a vacinação infantil.

O parlamentar ainda citou a insuficiência da política de testagem do governo federal e o apagão de dados do Ministério da Saúde, que desde dezembro está com dificuldades de monitorar a evolução da pandemia no Brasil.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com Augusto Coutinho (Solidariedade) e o psicólogo Carol Costa Júnior
Morre Olavo de Carvalho, considerado guru do bolsonarismo
Manhã na Clube: entrevistas com André de Paula (PSD), Eduardo Cavalcanti e Epitacio Rolim
OMS: é possível encerrar fase aguda da pandemia este ano
Grupo Diario de Pernambuco