Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

SENADOR

Randolfe pede convocação de chanceler para explicar recusa de ajuda humanitária

Publicado em: 30/12/2021 14:57

 (Foto: Marcos Oliveira / Agência Senado)
Foto: Marcos Oliveira / Agência Senado
O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) solicitou ao Senado a convocação do chanceler brasileiro Carlos Alberto Franco França para explicar a recusa de ajuda humanitária da Argentina à Bahia, onde pelo menos 24 pessoas perderam a vida por consequência das enchentes que atingem o estado. Quase 500 mil pessoas já foram afetadas em todo o estado. O número de feridos já passa de 430.

Em seu pedido, Randolfe argumenta que a Constituição estabelece que as relações internacionais do país devem buscar integração com outros países da América Latina, “mas mesmo diante de uma tragédia humanitária provocada pelas fortes chuvas e enchentes na Bahia, o governo de Jair Bolsonaro é incapaz de respeitar a Carta Magna e de receber a solidariedade e ajuda do governo argentino”.

“O Congresso Nacional não pode ficar inerte enquanto a Constituição Federal é aviltada e mais de 600 mil pessoas são deixadas à míngua. Dessa forma, requeremos a convocação do senhor Carlos Alberto Franco França, Ministro das Relações Exteriores, para que compareça perante a Comissão Representativa do Congresso Nacional”, justificou o senador.

A convocação ocorrerá caso os parlamentares aprovem, na Comissão de Relações Exteriores, o pedido de Randolfe Rodrigues. Os trabalhos, no entanto, estão suspensos até fevereiro de 2022, quando as atividades retornam no Congresso.

O pedido de ajuda humanitária foi negado pelo Ministério das Relações Exteriores sob o argumento de que “a situação está sendo enfrentada com a mobilização interna de todos os recursos financeiros e de pessoal necessários”.

A pasta também ressaltou que há uma reserva de R$ 200 milhões para o enfrentamento da emergência, que “permitirá o auxílio àquela população e a mitigação dos danos causados pelas enchentes”.

Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro (PL) – que está de férias em Santa Catarina e tem sido alvo de críticas nos últimos dias após aparecer montado em jet skis no litoral em meio à crise na Bahia – disse em suas redes sociais que os serviços oferecidos pela Argentina já estão sendo realizados por agentes da Defesa Civil e membros das Forças Armadas.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevista com Carlos Veras (PT), deputado federal
China executa maiores exercícios militares em décadas
Papa recebeu como tapas os depoimentos de abusos no Canadá
Defesa de Brittney Griner alega falhas em provas apresentadas pela Rússia
Grupo Diario de Pernambuco