Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

Depois da COP26, Pacheco 'troca experiências' com presidente de Portugal

Publicado em: 14/11/2021 18:57

 (Foto: Rodrigo Pacheco/Divulgação)
Foto: Rodrigo Pacheco/Divulgação
O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), aproveitou a passagem pela Europa para ir a Portugal conversar com Marcelo Rebelo de Sousa, presidente do país lusitano. Eles se reuniram neste domingo (14/11) em Lisboa. Eles trataram sobre o crescimento econômico português e do aumento na qualidade de vida dos que vivem no país. O congressista brasileiro aproveitou para detalhar, ao anfitrião, o atual cenário político-econômico nacional.

A passagem de Pacheco por Portugal ocorre após ele participar da Cúpula do Clima. O evento aconteceu em Glasgow, capital da Escócia.

"Os desafios são enormes, tanto no campo político, como no econômico, mas ressaltei ao presidente português a minha esperança de que temos plena capacidade de superar esses entraves, caso tenhamos a junção de muito trabalho e de muita união entre todos os brasileiros", disse Pacheco, ao explicar o teor da conversa sobre a conjuntura brasileira.

O senador lembrou que muitos brasileiros têm usufruído do crescimento português.

"Considero positiva a troca de experiência e iniciativas, e ainda tendo em vista que Portugal vivenciou um crescimento econômico exponencial nos últimos anos, com reflexos positivos na infraestrutura, com muito êxito na atração de turistas de várias partes do mundo, por exemplo, e no incremento da qualidade de vida dos portugueses e dos brasileiros que vivem no país".

Rebelo de Sousa recebeu Pacheco no Palácio Nacional de Belém, residência oficial da presidência portuguesa.

Há dois dias, já em solo português, o senador concedeu entrevista ao jornal Diário de Notícias dizendo que um impeachment no Brasil, neste momento, "seria muito ruim".

Mais políticos brasileiros são esperados em Portugal

Pacheco deve permanecer em Portugal por mais um tempo. Isso porque ele é um dos políticos brasileiros confirmados na lista de presença do Fórum Jurídico de Lisboa, organizado pelo Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP). Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), é um dos sócios da escola.

Devem marcar presença, ainda, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), a ministra-chefe da Secretaria de Governo, Flávia Arruda (PL-DF), e o ex-presidente Michel Temer (MDB). Esperados, ainda, o ex-advogado-geral da União, André Mendonça, que mira a Suprema Corte, e Bruno Bianco, seu sucessor na AGU.

Entre os políticos que fazem oposição ao atual governo, a programação revela a participação do senador Jacques Wagner (PT-BA), que também foi à Cúpula do Clima, e dos ex-ministros Aldo Rebelo (PCdoB) e Raul Jungmann (Cidadania). O pessedista Gilberto Kassab deve ministrar um dos painéis.

Gilmar Mendes costuma convidar colegas da Suprema Corte para o Fórum de Lisboa. Desta vez, estão previstos os ministros Dias Toffoli e Alexandre de Moraes - este já participou de edição anterior do evento. Além disso, fazem parte da programação os ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Luís Felipe Salomão e Antonio Carlos Ferreira, assim como o do presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com Alberto Feitosa (PSC), Márcia Horowitz e Andreia Rodrigues
Justiça por Beatriz: pais organizam peregrinação de 720 km para cobrar solução de assassinato
Pessoas que já tiveram covid podem adoecer novamente devido à ômicron
Reino Unido aprova mais um medicamento contra Covid-19
Grupo Diario de Pernambuco