Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

CPI DA COVID

Em meio a denúncias, banda de fundador da Prevent Senior encerra atividades

Publicado em: 01/10/2021 15:47

 (crédito: Divulgação)
crédito: Divulgação
Além da crise institucional e moral em que vive a empresa que fundou em 1996, Eduardo Parrillo, criador da Prevent Senior, enfrenta o fim de sua banda de metal viking. A Armored Dawn anunciou o fim das atividades na noite desta quinta-feira (30), por meio da publicação de uma nota curta no site da revista de rock Roadie Crew. No texto, os integrantes afirmam não ter ““nenhum tipo de vínculo político” e não compactuar com “nenhum discurso de ódio”.

A decisão vem à tona após a repercussão das denúncias feitas por ex-médicos contra a operadora de saúde de Eduardo. Em dossiê entregue aos parlamentares da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid e divulgado em 17 de setembro, os profissionais acusam a direção da instituição de obrigar médicos a prescreverem remédios ineficazes, o chamado kit covid e de desenvolverem um estudo clínico para testar o tratamento precoce sem a autorização de pacientes e familiares.

Em depoimento na CPI na terça-feira (28), a advogada dos médicos, Bruna Morato, contou que a direção ordenava que reduzissem o oxigênio de pacientes internados nas unidades de terapia intensiva (UTIs) após 10 dias no local. De acordo com ela, a orientação da empresa era que “óbito também é alta”.

Pela ligação intrínseca de Eduardo, a banda perdeu, apenas na última semana, uma participação no festival Knotfest Brasil, em 2022, e suspendeu uma turnê e o lançamento do novo disco. De acordo com a ferramenta Google Trends, a busca “Armored Dawn Prevent Senior” alcançou o pico de buscas entre 19 e 25 de setembro, quando o dossiê foi revelado.

A nota sobre o fim da banda foi assinada por todos os membros, exceto pelo baixista, Fernando Quesada. Ele anunciou a saída da Armored mais cedo, na tarde da quinta-feira (30). Nas redes sociais, Fernando, que também é produtor musical, apagou referências à banda, como o nome da Armored na bio do Instagram e fotos no feed. A passagem pelo grupo é registrada, apenas, no Linkedin do artista.

Antes de divulgar o encerramento, o site oficial da banda e os perfis nas redes sociais foram retirados do ar.

Doctor Pheabes: negócio de família, e de empresa também
 
Eduardo Parrillo e o irmão, Fernando, dividem outro negócio em comum além da Prevent Senior: outra banda, a Doctor Pheabes. O grupo de rock foi criada há mais de 20 anos, antes mesmo da criação da operadora de saúde e já abriu shows das gigantes Guns N Roses, em 2014, e Rolling Stones, em 2016; ambos nas turnês brasileiras dos referidos grupos.

A notoriedade não é pela performance da banda. Em 2017, prestes a tocarem no Lollapalooza, os irmãos falaram, em entrevista ao G1, que abriam os shows porque a Prevent Senior era patrocinadora da maioria dos eventos.

“Se você acha que abrimos só porque patrocinamos, é uma verdade. Tá bom. Qual banda deveria estar no nosso lugar?, disse Eduardo, na época.

A Prevent Senior também garantiu o retorno da banda. Formada por Eduardo e Fernando e dois outros amigos de infância em 1983, o grupo parou de tocar por décadas e retornou em 2009, em uma festa da operadora de saúde.

"O show foi em uma das festas da empresa. Todos os colaboradores... Obviamente que ninguém iria massacrar a gente", contou Fernando, que é guitarrista e era CEO da Prevent na época.

Quatro anos depois, os ditos colaboradores denunciaram a obrigação de cantar o “hino da empresa”, criado pela Doctor Pheabes. A informação foi compartilhada na CPI pela advogada Bruna Morato.

“Donos da Prevent Senior, que têm uma banda de rock conhecida, reuniam seus profissionais, tocavam e exigiam que os mesmos cantassem um hino com a mão no peito, em respeito à instituição”, revelou.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Baixas na equipe de Guedes
Trump anuncia planos para lançar nova rede social
Manhã na Clube: entrevistas com Teresa Leitão (PT), Fernandes Arteiro e José Teles
CPI da Pandemia recomenda indiciamento de Bolsonaro
Grupo Diario de Pernambuco