Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

BRIGA NAS REDES

Ciro rebate Dilma: 'Incompetente, inapetente e presunçosa'

Publicado em: 13/10/2021 16:15

 (foto: Redes Sociais/Reprodução)
foto: Redes Sociais/Reprodução
O pré-candidato à presidência nas eleições de 2022 Ciro Gomes (PDT) está discutindo com a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) nas redes sociais. De acordo com ele, a petista é uma das pessoas mais “incompetentes” que já passaram pela presidência do Brasil.
 
A briga começou depois que Ciro acusou Lula de conspirar a favor do impeachment de Dilma. De acordo com ele, o ex-presidente é grande aliado dos pivôs do afastamento de Dilma. 
 
Em resposta às declarações, Dilma acusou Ciro de estar “tentando de todas as formas" reagir à sua baixa aprovação popular. 

“Mais uma vez ele mente de maneira descarada, mergulhando no fundo do poço. O problema, para ele, é que usa este método há muito tempo e continua há quase uma década com apenas 1 dígito nas pesquisas”, disse.
 
A fala da ex-presidente irritou o político, que utilizou as redes sociais para responder. “Na vida nunca menti. Mas errei algumas vezes. Uma delas quando lutei contra o impeachment de uma das pessoas mais incompetentes, inapetentes e presunçosas que já passaram pela presidência. Claro, que estou falando de você, Dilma”, escreveu.
 
Lula e o impeachment 
 
Mais cedo, Gomes disse ao durante entrevista ao podcast do  Estadão , que Lula “conspirou” para a concretização do impeachment de Dilma.

"Eu atuei contra o impeachment e quem fez o golpe foi o Senado Federal. Quem presidiu o Senado? Renan Calheiros. Quem liderou o MDB nessa investida? O Eunício Oliveira. Com quem o Lula está hoje?", perguntou. "Hoje, eu estou seguro que o Lula conspirou pelo impeachment da Dilma, estou seguro", declarou. 
 
De acordo com Ciro, seu irmão, o senador Cid Gomes (PDT-CE), chegou a questionar, na época, se o PT realmente queria impedir o impeachment da ex-presidente.

"O meu irmão, que também estava lutando [contra o impeachment], me chamou e falou assim: 'Será que esses caras querem impedir o impeachment?'. Agora estou seguro que eles estavam colaborando pelo impeachment da Dilma, porque nas eleições de 2018 o Lula estava com o Renan Calheiros e queria que eu me envolvesse nisso, eu que fui para as ruas, [sendo que à época] era muito impopular defender a Dilma. Agora os amigos do peito são eles", completou.

Lula é um dos principais adversários de Ciro nas eleições de 2022. Apesar de ainda não ser candidato, o petista lidera as pesquisas de intenção de voto.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com Teresa Leitão (PT), Fernandes Arteiro e José Teles
CPI da Pandemia recomenda indiciamento de Bolsonaro
Manhã na Clube: entrevistas com Sileno Guedes e com a nutricionista Joyce Alencastro
CPI da Pandemia chega ao final com homenagens às vítimas da Covid
Grupo Diario de Pernambuco