Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

CPI DA COVID

Omar Aziz se irrita com Marconny: 'Para subir em caminhão, é tudo macho'

Publicado em: 15/09/2021 13:18

 (foto: Agência Senado/Reprodução)
foto: Agência Senado/Reprodução
Presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, Omar Aziz (PSD-AM) se irritou com o advogado Marconny Faria durante seu depoimento nesta quarta-feira (15). Em mensagens trocadas com o ex-secretário da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), José Ricardo Santana, o depoente cita um senador que ajudaria a "desatar o nó" na venda de testes contra a Covid-19 no Ministério da Saúde, porém se nega a dizer o nome do parlamentar.
 
O empresário afirmou não se lembrar e disse não conhecer nenhum senador. "Não tem nenhum senador sendo investigado, pelo que eu saiba. Agora o senhor não dizer o nome do senador, é meio complicado. Isso não lhe incrimina, o senhor está omitindo, faltando com a verdade. O senhor não se comprometer com a resposta é uma coisa, mas omitir e faltar com a verdade já é muito longe", reclamou Aziz.

Em seguida, o senador aponta que Marconny "foi à rua combater" a corrupção, porém não contribui hoje para a investigações da CPI, que tenta apurar possíveis ações e omissões do governo federal no enfrentamento à pandemia, dentre outras irregularidades realizadas no período.
 
Segundo Omar, os mesmos que criticam o Supremo Tribunal Federal (STF) também estão recorrendo a habeas corpus concedidos pelo órgão para se proteger de possíveis questionamentos incriminatórios.

"O senhor foi para rua combater isso. Nós estamos agora lhe esse direito. Esse é um dos que sobem em caminhão para atacar a democracia. Mas, hoje, 109 pessoas que foram ouvidas aqui, foram ao Supremo que eles pedem para fechar. Quando o calo aperta, aí os cabra não é mais macho não. Um tem diarréia e vai pedir atestado médico. Mas, para subir em caminhão tudo é macho. Para subir em caminhão e falar mal de políticos, denegrir a imagem das pessoas é macho. Mas, chega aqui e manda o vergo, a conversa é diferente”, se exalta Aziz. 

“Se apropriaram da bandeira verde e amarela. Parece que são donos. Nenhum deles é mais patriota do que nós aqui. Todos nós respeitamos a bandeira verde e amarela brasileira. Não tem esse negócio de cor. Cor azul, branca, vermelha, isso é lá para quem quer. Nós torcemos pelo Brasil, somos brasileiros. Eles porque usam uma bandeira na camisa verde e amarela não são mais brasileiros que nós”, completou.
TAGS: marconny | aziz | omar |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
As mães em plena pandemia: casal paulista adota cinco irmãos de Serra Talhada
Bolsonaro aumenta IOF para custear novo Bolsa Família
Surto de Covid-19 obriga Presidente da Rússia a ficar em isolamento
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado Eduardo da Fonte (PP), Elias Paim e Diego Martins
Grupo Diario de Pernambuco