Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

MOVIMENTOS

Bolsonaro convida Fux para comparecer em manifestações em 7 de setembro

Publicado em: 02/09/2021 21:00 | Atualizado em: 02/09/2021 21:04

 (Foto: Reprodução)
Foto: Reprodução
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a ironizar a afirmação do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, que pediu respeito à democracia. Bolsonaro, também nesta quinta-feira (2), convidou Fux a comparecer nas manifestações programadas para acontecer no dia 7 de setembro, data em que se celebra a Independência do Brasil.

Bolsonaro disse que é "exatamente isso" que quer, se referindo ao respeito à democracia. O presidente não citou nominalmente, mas mandou indiretas aos ministros Luis Roberto Barroso, que também chefia o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e Alexandre de Moraes que, nos últimos meses, atuaram contra a emissão de fake news e ataques contra a Corte.

"Hoje o ministro Fux do STF disse algo parecido com "só há democracia se tiver respeito à Constituição". Parabéns, ministro. É exatamente isso que queremos. Está convidado a participar do movimento. É respeito à Constituição que, em Brasília, infelizmente uma pessoa ou outra não está respeitando, em especial ao artigo 5º. Não pode um ou dois falarem que o que você está falando não é verdade e que você vai ser censurado ou preso, ou então passar por busca e apreensão. Não existe isso", disse.

O presidente disse que o TSE "não pode desmonetizar páginas", fazendo uma referência ao órgão que proibiu o repasse de dinheiro por parte de plataformas aos canais bolsonaristas. Bolsonaro disse que "tem gente que vive daquilo" e que espera que "as pessoas mudem o comportamento depois do movimento" de 7 de setembro.

"O que vai acontecer dia 7? Será uma manifestação nunca vista no Brasil e todos nós temos que entender o que o povo está querendo. Espero que uma ou duas pessoas mudem o comportamento depois desse movimento. Se não mudar, fica difícil a convivência, como disse o ministro Fux", concluiu.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
As mães em plena pandemia: casal paulista adota cinco irmãos de Serra Talhada
Bolsonaro aumenta IOF para custear novo Bolsa Família
Surto de Covid-19 obriga Presidente da Rússia a ficar em isolamento
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado Eduardo da Fonte (PP), Elias Paim e Diego Martins
Grupo Diario de Pernambuco