Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

DECISÃO

Barroso proíbe missões religiosas em aldeias; bancada evangélica protesta

Publicado em: 24/09/2021 18:43

 (Foto: Carlos Moura/SCO/STF)
Foto: Carlos Moura/SCO/STF
A decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso em proibir missões religiosas em aldeias indígenas isoladas não foi bem recebida pela Frente Parlamentar Evangélica. O colegiado divulgou uma nota de repúdio ao magistrado e afirmou que vê a medida como “perseguição”. Para Barroso, o momento de pandemia de Covid-19 exige um cuidado maior com os povos isolados, já que eles são mais suscetíveis a sofrer de doenças graves trazidas por pessoas de fora.

De acordo com a nota da frente parlamentar, a decisão do ministro, ainda que tenha o princípio de resguardar os povos da contaminação, é uma afronta à "liberdade religiosa e a separação de poderes”. O documento ressalta, ainda, a atuação histórica de denominações evangélicas junto aos indígenas, com a anuência da Fundação Nacional do Índio (Funai).

“Sendo assim, a decisão do Ministro Barroso consiste em verdadeira perseguição e uma tentativa de impedimento das atividades missionárias junto aos povos indígenas do Brasil justamente em um momento em que precisam de apoio, como o da atual pandemia de Covid-19”, disse o comunicado dos evangélicos.

A decisão do ministro Barroso veio após a ação proposta pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) e pelo PT contra dispositivo de lei que autoriza a entrada e permanência de missões religiosas em terras de povos indígenas isolados durante a pandemia do novo coronavírus. Trata-se do artigo 13, §1º, da Lei 14.021/2020. O magistrado determinou que a União monte barreiras sanitárias para proteger as populações que vivem em comunidades isoladas.

Ao analisar o pedido, Barroso chamou a atenção para o fato de o Plenário do STF já ter proibido a entrada de terceiros em terras de povos indígenas, inclusive de membros de missões religiosas.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
CPI da Pandemia recomenda indiciamento de Bolsonaro
Manhã na Clube: entrevistas com Sileno Guedes e com a nutricionista Joyce Alencastro
CPI da Pandemia chega ao final com homenagens às vítimas da Covid
Manhã na Clube: ex-ministro Roberto Freire, dr. Cláudio Falcão e o advogado Pedro Avelino
Grupo Diario de Pernambuco