Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

MANIFESTAÇÃO

Ato pró-Bolsonaro ocupa a Avenida Boa Viagem

Publicado em: 07/09/2021 14:36

 (Arnaldo Sete (@arnaldosete) / Esp. DP Foto)
Arnaldo Sete (@arnaldosete) / Esp. DP Foto

Sob a simbologia do feriado da Independência Nacional, deflagrada em sete de setembro de 1822, apoiadores e simpatizantes do presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) pararam a Avenida Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. As camisas verdes e amarelas predominaram na rua, lotando a avenida e parando o tráfego naquela região.

Os simpatizantes utilizaram cartazes e faixas em inglês para pedir pelo voto impresso e auditável, fim do Supremo Tribunal Federal (STF) e o fim do "comunismo no Brasil".Sob gritos de "Mito" e "Nossa bandeira jamais será vermelha", as pessoas também discursaram contra o ex-presidente da república e atual rival de Bolsonaro, Lula (PT). Mesmo com poucas pessoas de máscara e nenhum distanciamento social, o trio elétrico que comandava o ato ressaltou uma homenagem aos profissionais de saúde que estão na linha de frente contra a pandemia. Além disso, apoiadores agradeceram Bolsonaro por ter priorizado a economia durante a crise sanitária.


 (Romulo Chico (@romulo.doc)  / Esp. DP Foto)
Romulo Chico (@romulo.doc) / Esp. DP Foto

 

Quem tentou chegar no ato pela Avenida Boa Viagem após a concentração começar, passou por dificuldades. O engarrafamento chegava até o início da reta, ainda na Avenida Sen. Sérgio Guerra, na fronteira com Jaboatão dos Guararapes. Cortar caminho pela Armindo Moura também não era uma opção viável, pois a carreata a favor do presidente, que começou na Imbiribeira, desembocava naquele ponto, a caminho da Padaria Boa Viagem.

Manifestações contra e a favor de Bolsonaro ocorreram em todo o país, destacando a importância do feriado da independência e a nova simbologia política que o presidente destaca na data. Em Brasília, Bolsonaro discursou para os apoiadores na Esplanada dos Ministérios e deu um “ultimato” ao STF, especialmente o presidente da Corte, Ministro Luiz Fux. "Ou o chefe desse Poder enquadra o seu (ministro) ou esse Poder pode sofrer aquilo que nós não queremos", destacou. Durante a tarde, o presidente marcará presença nas manifestações da Avenida Paulista e deve fazer um novo discurso.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
As mães em plena pandemia: casal paulista adota cinco irmãos de Serra Talhada
Bolsonaro aumenta IOF para custear novo Bolsa Família
Surto de Covid-19 obriga Presidente da Rússia a ficar em isolamento
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado Eduardo da Fonte (PP), Elias Paim e Diego Martins
Grupo Diario de Pernambuco