Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

CPI DA COVID

Advogados da Precisa questionam busca em sede da empresa: 'Surreal'

Publicado em: 30/09/2021 12:17

 (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
A Polícia Federal realizou, nesta quinta-feira (30/9), operação em São Paulo em prédio da Precisa e da Global Saúde, que são investigadas pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 por suspeita de lavagem de dinheiro. Os advogados que atendem à Precisa, Ticiano Figueiredo e Pedro Ivo Velloso, disponibilizaram nota de posicionamento contra as investigações.

"Chega a ser surreal repetir a mesma busca e apreensão pela terceira vez em 13 dias, dessa vez para ir atrás de documentos sobre o que delatores disseram que teria acontecido sete anos atrás. Não há qualquer contemporaneidade ou qualquer elemento mínimo para justificar essa operação. O que há, sim, é um oportunismo, graças ao retorno da pirotecnia em torno das operações policiais que, em tempos racionais, jamais seriam deferidas pelo Poder Judiciário, ante a manifesta ausência de fundamentação", afirmaram os advogados.

As buscas foram iniciadas nesta manhã e foram realizadas pela Polícia Federal, autorizadas pela Justiça. A Precisa e a Global Saúde, assim como o dono das empresas, Francisco Maximiano, são alvos da CPI. Ele prestou depoimento à comissão no mês passado, mas passou boa parte da oitiva em silêncio.
TAGS: precisa | pf | maximiano | global |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
CPI da Pandemia recomenda indiciamento de Bolsonaro
Manhã na Clube: entrevistas com Sileno Guedes e com a nutricionista Joyce Alencastro
CPI da Pandemia chega ao final com homenagens às vítimas da Covid
Manhã na Clube: ex-ministro Roberto Freire, dr. Cláudio Falcão e o advogado Pedro Avelino
Grupo Diario de Pernambuco