Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

VOLTA ÀS AULAS

'Já temos cenário seguro para reabertura das escolas', diz ministro da Saúde

Publicado em: 07/07/2021 13:54

 (crédito: Minervino Junior/CB/D.A Press)
crédito: Minervino Junior/CB/D.A Press
O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou, nesta quarta-feira (7), que o Brasil já tem um cenário seguro para reabrir as escolas públicas e retomar as aulas. A declaração foi dada durante a abertura do seminário “Reabertura Segura das Escolas”, organizado pela Organização das Nações Unidas (ONU) no Brasil.

“O Brasil vem avançando com a campanha de vacinação, os professores foram incluídos entre os grupos prioritários e temos um número crescente de professores imunizados ao menos com a primeira dose das vacinas. Assim, já temos um cenário seguro para reabertura das aulas em nosso país”, disse o ministro.

Apesar de terem sido incluídos como prioridade na campanha de vacinação contra a covid-19, nem todos os professores já tomaram as duas doses necessárias para a imunização completa contra a doença. No entanto, Queiroga defendeu, recentemente, o retorno dos profissionais da educação ao trabalho presencial mesmo sem as duas doses da vacina.

“No meu entendimento, não é fundamental que todos os professores estejam imunizados com duas doses para o retorno às aulas", afirmou o ministro da Saúde durante uma audiência pública realizada no Senado, em junho. No entanto, outras autoridades se preocupam com a afirmação do ministro e divergem quanto ao tema.

Em entrevista ao Correio, o presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Lula, afirmou que o retorno às escolas precisa ser feito com cautela. “Não dá para, simplesmente, dizer que com uma dose está ok e “vamos todo mundo para sala de aula de novo”. É preciso ter calma. Talvez seja o momento de planejar, conversar. A gente está pertinho de ter a segunda dose dos professores. Volta com cuidado, com cautela. Não precisa apressar as coisas”, disse.

Portaria
 
Nesta terça-feira (6), Queiroga informou que o governo federal trabalha em uma portaria interministerial para disciplinar a volta às aulas, e, durante a fala na abertura do seminário, nesta quarta (7), voltou a citar o mecanismo, que será preparado por diversas pastas, como a da Educação e a da Saúde. Queiroga acredita que a medida é necessária “para que tenhamos uma política homogênea em nosso país”.

Segundo o cardiologista, atualmente “todos” estão de acordo sobre a necessidade do retorno às aulas. “Não podemos ficar mais de um ano e meio sem aulas, com as consequências que já foram apontadas. Cabe a nós, gestores públicos, buscarmos as soluções para que esse problema seja resolvido e não haja um prejuízo maior ainda para as nossas crianças”, completou.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com Chico Kiko, Diego Pascaretta e Rômulo Saraiva
Domitila, artivista e recifense que está entre as selecionadas do Miss Alemanha 2021
Terceira dose de vacina anticovid começa a ser aplicada em Israel para aumentar imunidade
Manhã na Clube: entrevistas com coronel Luiz Meira (PTB), Regina Sales e Maria Dulce
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco