Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

SAÚDE

Internado em São Paulo, Bolsonaro passará por nova avaliação

Publicado em: 14/07/2021 21:30

 (Equipe médica avaliará necessidade de nova cirurgia. Mandatário foi diagnosticado com obstrução intestinal após internação no Hospital das Forças Armadas em Brasília. Foto: Evaristo Sa/AFP)
Equipe médica avaliará necessidade de nova cirurgia. Mandatário foi diagnosticado com obstrução intestinal após internação no Hospital das Forças Armadas em Brasília. Foto: Evaristo Sa/AFP
O presidente Jair Bolsonaro foi transferido na noite desta quarta-feira (14) para o hospital Vila Nova Star em São Paulo. O mandatário chegou ao hospital por volta das 19h30 onde deverá passar por nova bateria de exames para avaliação de necessidade de cirurgia para correção de uma obstrução intestinal.

O diagnóstico do mandatário veio após internação no Hospital das Forças Armadas (HFA), onde deu entrada após fortes dores abdominais e uma crise persistente de soluço por quase duas semanas. Caso seja realizado procedimento cirúrgico, será o sétimo ato deste tipo realizado pelo chefe do Executivo após a facada recebida em 2018, durante a campanha eleitoral, em Juiz de Fora (MG). A última, foi realizada no dia 25 de setembro, para a retirada de um cálculo vesical.

De acordo com nota divulgada no meio da tarde, o médico Antônio Luiz Macedo, que operou o presidente quando sofreu o atentado, constatou a condição e decidiu pela transferência do presidente. O cirurgião veio de São Paulo para avaliar o quadro do chefe do Executivo.

"Após exames realizados no HFA em Brasília, o Dr. Macedo, médico responsável pelas cirurgias no abdômen do Presidente da República, decorrentes do atentado a faca ocorrido em 2018, constatou uma obstrução intestinal e resolveu levá-lo para São Paulo onde fará exames complementares para definição da necessidade, ou não, de uma cirurgia de emergência", informou o governo.

No dia 16 de abril, em conversa com apoiadores, o mandatário já havia comentado que precisaria se submeter a um novo procedimento. "É verdade que o senhor vai passar por uma nova cirurgia?", perguntou um apoiador. "Está muito curioso, hein, cara?". "Eu estou ficando muito barrigudo aqui. Acho que vai ser lipoaspiração. Pega mal, né? Botox. É ou não é? Pega mal". "Talvez, neste ano, mais umazinha aí. Mas é tranquilo, hérnia. Eu tenho uma tela aqui na frente, está saindo o bucho pelo lado. Então, tenho que botar uma tela do lado também", relatou.

Sobre a crise de soluço, Bolsonaro demonstrou incômodo pela primeira vez no dia 5, em conversa com bolsonaristas no Palácio da Alvorada. Ele alegou que estava falando pouco por ter feito implantes dentários e que ficou com a condição desde então.

No final da noite, o senador Flávio Bolsonaro (Patriota) relatou que o chefe do Executivo chegou a ser intubado por precaução na UTI enquanto esteve no HFA.

 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
EUA planejam abrir fronteiras para vacinados
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado Doriel Barros (PT), Fernando Murta e Elmo Santos
Homem com granada mobiliza polícia de Kiev
Manhã na Clube: entrevistas com Eduardo Leite (PSDB),  Sérgio Montenegro e Joaquim Francisco
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco