Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

ELEIÇÕES

Governador do MT defende candidatura do DEM ao Planalto em 2022

Publicado em: 21/07/2021 22:47

 ('Não queremos debater Bolsonaro ou Lula, queremos debater os grandes problemas do país', diz Mauro Mendes. Foto: Tchélo Figueiredo - SECOM/MT)
'Não queremos debater Bolsonaro ou Lula, queremos debater os grandes problemas do país', diz Mauro Mendes. Foto: Tchélo Figueiredo - SECOM/MT
Em meio às articulações de partidos de centro em busca de candidaturas alternativas para a disputa presidencial em 2022, o governador do Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), defendeu que a sua legenda lance um nome para concorrer ao Palácio do Planalto no ano que vem.

Ao Correio, Mendes disse que, para o bem da democracia e do debate eleitoral, o Brasil precisa de “pluralidade de ideias e de alternativas”. “Quanto mais candidatos, maior é o debate. Agora, esperamos que todo esse debate seja qualificado, que ele possa ser feito em cima de grandes programas, dos grandes problemas que o Brasil tem e, obviamente, das grandes soluções que cada candidato enxerga”, opinou.

“Se o DEM quer lançar um candidato, terá o meu apoio para essa discussão. E, lá na frente, na hora do vamos ver, a gente vai ver a viabilidade de qualquer candidato, se continua ou não. Mas em um regime de pré-campanha, acho que todos os candidatos são bem-vindos para que haja um incremento no debate sobre os problemas e soluções para o país”, acrescentou Mendes.

Lula e Bolsonaro
O governador ainda comentou que a tentativa do presidente Jair Bolsonaro e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de querer deslegitimar e desmerecer políticos que se lançam como “terceira via” para a eleição ao Executivo federal é ruim para o país. Segundo ele, “não queremos debater Bolsonaro ou Lula, queremos debater os grandes problemas do país”.

“Lula tem certeza que ganha do Bolsonaro, e Bolsonaro tem certeza que ganha do Lula. Nessa linha, os dois não querem nenhum candidato. Agora, o debate precisa ser ampliado. Nós queremos debater como fazer o país voltar a crescer, como tirar milhões de pessoas da pobreza, como combater verdadeiramente a violência, que ainda está em escalada crescente no nosso país”, ponderou.

“Tem dezenas de problemas grandiosos que precisam de um grande debate e não simplesmente resumir isso a dois nomes. Queremos discutir soluções para o Brasil e não apenas dois nomes para o Brasil. Pode ser até os dois, mas isso em um segundo turno. No primeiro turno, quanto mais ideias, quanto mais plural for o debate, melhor para o país”, reforçou Mendes.

Mandetta
O pensamento do governador é semelhante ao do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, que é filiado ao DEM e tido como a principal aposta da legenda para participar das eleições de 2022. Em maio, o ex-ministro de Bolsonaro garantiu que está pronto para concorrer no ano que vem.

“Bolsonaro e Lula querem te convencer de que não existe terceira via. Eles precisam um do outro e estão com medo. Um terço dos brasileiros rejeita esse pesadelo e tem esperança em um futuro de respeito, diálogo, união e seriedade no combate à corrupção”, escreveu Mandetta em uma rede social, nesta quarta-feira (21/7).

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Apesar dos protestos, começa a Olimpíada de Tóquio
Manhã na Clube: entrevista com o Presidente da Alepe, deputado Eriberto Medeiros (PP)
Em busca por vestígios de vida em Marte
Manhã na Clube: entrevista com Carlos Mariz (Associação Brasileira de Energia Nuclear)
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco