Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

INVESTIGAÇÃO

Fux se prontifica a receber senadores da CPI para explicar limites de Habeas Corpus

Publicado em: 13/07/2021 14:00

 (crédito: Nelson Jr./SCO/STF)
crédito: Nelson Jr./SCO/STF
O ministro Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), se prontificou a receber senadores da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da covid-19 para explicar os limites de um habeas corpus concedido a Emanuela Medrades, diretora da Precisa Medicamentos. A depoente se recusou, nesta terça-feira (13) a responder perguntas básicas, como qual o vínculo empregatício dela com a empresa que intermediou a compra da vacina indiana Covaxin.

Na prática, orientada pela defesa, Emanuela inviabiliza seu depoimento à comissão. No habeas corpus, Fux autoriza que a diretora da Precisa permaneça em silêncio em relação as perguntas que possam incriminá-la. Ela foi convocada pela CPI como testemunha. No entanto, na véspera do depoimento, Emanuela foi ouvida pela Polícia Federal no inquérito que investiga o caso.

A defesa alega que o fato da depoente ser investigada na PF a impede de depor na comissão. Parlamentares estranharam o fato da Polícia Federal ouvir a testemunha um dia antes da ida dela ao Senado - e nos bastidores se sugere uma tentativa da PF de esvaziar as investigações da CPI.

Fux se prontificou a receber os senadores pessoalmente, mas a conversa também pode ocorrer por telefone. A comissão aprovou o envio de um requerimento ao Supremo para que o magistrado explique quais as circunstâncias da decisão. A resposta também deve ocorrer ainda nesta terça-feira.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Terceira dose de vacina anticovid começa a ser aplicada em Israel para aumentar imunidade
Manhã na Clube: entrevistas com coronel Luiz Meira (PTB), Regina Sales e Maria Dulce
Manhã na Clube: entrevistas com José Maria Eymael, Rodrigo Floro e Chico Kiko (PP)
Leão se afasta de parque onde vive solto e assusta moradores de cidade africana
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco