Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

GOVERNO

Bolsonaro: 'Estamos há dois anos e meio sem corrupção'

Publicado em: 13/07/2021 18:36

 (Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na cerimônia de sanção da medida provisória que viabiliza a privatização da Eletrobras. Foto: TV Brasil/Reprodução)
Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na cerimônia de sanção da medida provisória que viabiliza a privatização da Eletrobras. Foto: TV Brasil/Reprodução
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta terça-feira (13) que o Brasil não sofreu nenhum escândalo de corrupção durante seu tempo de mandato. A declaração foi feita durante cerimônia de sanção da medida provisória que viabiliza a privatização da Eletrobras.

O presidente discursou a favor da privatização de estatais e relembrou antigos escândalos envolvendo o Partido dos Trabalhadores (PT) que governou o país no mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da ex-presidente Dilma Rousseff. 

“Vocês viram o que aconteceu nos últimos 14 anos do Brasil”, disse Bolsonaro. “Tem gente que quer que essa turma volte para o governo”, disse.

“O Brasil está, prezada a mídia, há 2 anos e meio sem corrupção”, afirmou o presidente.
 
O chefe do Executivo federal também comentou as últimas acusações contra seu governo. A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid acusa o presidente de prevaricação pelo superfaturamento de dois contratos de vacinas contra a Covid-19. 
 
“O desespero é tanto que me acusam de corrupção por algo que não foi comprado”, disse. “O que querem essas pessoas? Que desespero”, completou.
 
Segundo o governo, a privatização pode reduzir a conta de luz em até 7,36%. A sanção foi publicada na edição desta terça-feira do "Diário Oficial da União" (DOU).
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
EUA planejam abrir fronteiras para vacinados
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado Doriel Barros (PT), Fernando Murta e Elmo Santos
Homem com granada mobiliza polícia de Kiev
Manhã na Clube: entrevistas com Eduardo Leite (PSDB),  Sérgio Montenegro e Joaquim Francisco
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco