Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

POLÍTICA

Para Mendonça Filho (DEM), Priscila Krause (DEM) tem qualidades para disputar o senado e o governo do estado

Publicado em: 09/06/2021 11:15 | Atualizado em: 09/06/2021 12:27

 (Foto: Bruno Campos/Divulgação)
Foto: Bruno Campos/Divulgação
O ex-ministro e ex-governador Mendonça Filho (DEM) disse apostar em alguns nomes para candidatura ao governo de Pernambuco, porém, afirmou que para essa escolha, “será preciso aguardar e acompanhar os desdobramentos” dos futuros candidatos. Um dos nomes que Mendonça afirmou exergar como uma opção para disputa do cargo, é o da deputada Priscila Krause (DEM). "Para mim ela pode disputar o senado, pode disputar o governo, ela tem qualidades para isso”, frisou. “Eu acho que Priscila tem estatura e dimensão para disputar qualquer cargo público em Pernambuco”, completou. Além da deputada, Mendonça também disse apostar na prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), o prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira (PL), e o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB). As declarações foram dadas ao programa Manhã na Clube desta quarta-feira, da Rádio Clube Am 720, apresentado pelo titular da coluna Diario Político, Rhaldney Santos.

Ontem, o deputado Tony Gel (MDB) ponderou sobre a possibilidade de Miguel Coelho migrar entre siglas para concorrer ao governo estadual, entre elas, o deputado citou o DEM, caso o MDB não apoie a sua candidatura. Com isso, Mendonça frisou que o seu partido “se coloca de forma aberta para qualquer figura pública que tenha qualidade, representatividade e compromisso com a população pernambucana”, e para ele, “Miguel se enquadra perfeitamente nestes aspectos”, disse, concluindo que o partido terá prazer de o recepcionar, caso seja essa a sua decisão.

Mendonça também falou sobre o DEM no cenário nacional, afirmando que ampliará presença política em estados que não tem representação política do partido para a disputa de 2022. O ex-ministro também destacou que o partido também irá disputar com candidatos próprios para o governo em vários estados do país, como a Bahia, Mato Grosso, Goiás, Santa Catarina e Rondônia, “tendo pelo menos cinco candidaturas”, disse. “Eu tenho muita expectativa que o DEM se fortalecerá ainda mais no processo eleitoral do próximo ano”, concluiu.

Ao ser questionado sobre a presidência da República, Mendonça Filho diz acreditar que Mandetta é um nome forte para ocupar o cargo. “Eu tenho muito respeito e apreço pelo nome do Mandetta”, concluindo que mesmo assim, ainda há debates para acontecer entre mais nomes e “agora é aguardar os desdobramentos para avaliarmos em que modo o partido vai se encaminhar”. Porém, caso não haja a terceira via para o segundo turno de 2022, sendo Jair Bolsonaro e Lula, Mendonça preferiu não antecipar o posicionamento do DEM, pois segundo o ex-governador, não depende dele especificamente. “A gente precisa aguardar. Não dá para cravar o que o partido irá fazer”, pontuou.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Protesto em Brasília acaba com conflito entre indígenas e policiais
Manhã na Clube: entrevistas com Carlos Veras, Sérvio Fidney e Marcel Costi
Vacina contra a Covid-19 criada em Cuba tem eficácia de 92%
Pontos fundamentais para fazer uma transição de carreira
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco