Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

PATRIOTA

Decisão abre caminho para anular convenção do Patriota que tenta abrigar Bolsonaro

Publicado em: 10/06/2021 15:31

 (crédito: Reprodução/Redes Sociais
)
crédito: Reprodução/Redes Sociais
O Cartório do Primeiro ofício de Notas do Distrito Federal do Núcleo Bandeirante emitiu uma nota devolutiva exigindo que o presidente nacional do Patriota, Adilson Barroso, preste maiores esclarecimentos sobre o quórum qualificado da convenção ocorrida no dia 31 de abril para que possa registrar o resultado da convenção do partido.

Dentre as nove exigências, o documento pede, para a verificação do quórum qualificado para instalação e deliberação acerca da adequação e alteração do estatuto nacional do Patriota, que Adilson apresente a relação discriminando os nomes dos membros que compareceram de forma presencial, bem como aqueles que compareceram de forma remota e que, com direito ao voto, aprovaram a reforma estatutária. E que “esclareça a eventual não satisfação do quórum qualificado para instalação e deliberação acerca da 'adequação e alteração do estatuto nacional do Patriota'”, dando um prazo de 30 dias para a retificação dos itens dispostos.

Em nota enviada nesta quinta-feira (10), o vice-presidente do Patriota, Ovasco Resende, afirmou que “desde o primeiro momento, entendemos que as manobras feitas pelo atual presidente do Partido não atendia a legislação vigente, tornando a suposta convenção, nula de pleno direito. Da nossa parte, continuaremos a manter total transparência, cumprindo todos os princípios legais”.

O ocorrido é mais um obstáculo para a filiação do presidente Jair Bolsonaro ao Patriota. O racha interno no partido ocorre entre duas alas. A primeira é chefiada por Adilson, que defende a ida de Bolsonaro para o partido com o objetivo de torná-lo “o maior do Brasil”. Do outro lado, está o vice-presidente Ovasco Resende, que reclamou da falta de diálogo na sigla e atos individuais de Barroso sobre a maneira de como o convite foi feito.

Ele foi ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) juntamente a outros membros contra Adilson, acusando-o de irregularidades na organização da convenção nacional em que foi anunciada a entrada do filho do presidente e de alterar a composição do colégio eleitoral no sistema do TSE para garantir maioria na votação, favorecendo a entrada dos Bolsonaro, com destituição de quatro delegados, além da dissolução de cinco diretórios estaduais sem consulta interna; além de ter promovido a convenção sem divulgá-la contrariando estatuto partidário.

Sem partido
 
O mandatário está desde o final de 2019 sem um partido, quando deixou o PSL e anunciou a criação do Aliança pelo Brasil. Como a legenda fracassou em reunir a tempo assinaturas suficientes para se registrar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Bolsonaro manteve conversas com outras siglas, como PL, Republicanos, PTB, PRTB, PP e o próprio PSL, mas encontra dificuldades nas negociações para que aceitem seus propósitos e controle.

Na semana passada, o chefe do Executivo sinalizou que está mais próximo de fechar acordo com o Patriota. No fim de 2017, Bolsonaro chegou a assinar a ficha de filiação ao Patriota, e atuou na mudança de nome de Partido Ecológico Nacional (PEN) para Patriota, mas acabou escolhendo, de última hora, o PSL para concorrer às eleições de 2018.

O senador Flávio Bolsonaro se filiou ao Patriota no dia 31 do mês passado durante reunião da convenção. No último dia 1º, o chefe do Executivo se reuniu com Barroso no Palácio do Planalto, onde recebeu convite oficial para migrar para a sigla ao lado de Flávio, prometendo dar a resposta em até 15 dias, o que deve ocorrer na próxima semana.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com Túlio Gadêlha, Beatriz Paulinelli e Guilherme Maia
Advogado de enfermeira afirma que Maradona foi morto
Manhã na Clube: entrevistas com Décio Padilha, Adriana Barros e Roseana Diniz
Para evitar contaminação por Covid, robôs oferecem água benta em Meca
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco