Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

Antiga sede da Alepe, Palácio Joaquim Nabuco tem projetos de restauro aprovado

Publicado em: 21/04/2021 17:08 | Atualizado em: 21/04/2021 17:22

 (Divulgação)
Divulgação
Patrimônio de valor histórico singular no estado pernambucano, o  Palácio Joaquim Nabuco - imóvel que abrigou a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) de 1º de março de 1875 a 1º de agosto de 2017 - passará por projeto de restauro. Com o planejamento aprovado pela Prefeitura da Cidade do Recife (PCR), FUNDARPE e IPHAN, o primeiro secretário da Alepe, deputado Clodoaldo Magalhães, poderá dar início aos trabalhos já no segundo semestre deste ano.

Localizado na rua da Aurora, no bairro da Boa Vista, o imóvel foi tombado pelo patrimônio estadual, sendo transformado em museu. Com o intuito de resgatar a história da Casa de Joaquim Nabuco, foram pensados para a obra projetos de Museologia, Luminotecnia, Paisagismo, Acessibilidade e propriamente de Arquitetura e Restauro.

De acordo com a Superintendente Administrativa da Alepe, Juliana Figueiredo, também já foram contratadas as empresas que entregarão os Projetos Executivos e Complementares de Engenharia, incluindo os detalhamentos dos serviços a serem contratados e o cronograma físico financeiro para realização da obra.

Com expectativas positivas para a realização do restauro do imóvel, o deputado Colodoaldo Magalhães disse que esse será um presente para a sociedade pernambucana; “Com o advento da restauração e reinauguração do Palácio Joaquim Nabuco, agora como Museu, acreditamos que a sociedade pernambucana será presenteada com um importante equipamento histórico, que traz em sua rica leitura a memória de acontecimentos cruciais na trajetória política, social e cultural do nosso estado e do nosso país”, avaliou.

Ícone da arquitetura Neoclássica, o palácio conta com um acervo significativo composto por 60 milhões de documentos catalogados, além do mobiliário histórico e obras de arte. Dentre eles estão leis, petições, atas de reuniões, fotografias e outros documentos que revelam um pouco da história do legislativo pernambucano.

“Disponibilizar essa importante edificação para a visitação e estudo é oferecer uma oportunidade inédita de contemplação da nossa história, sendo uma grande contribuição desta Casa Legislativa à sociedade pernambucana.”, finalizou Clodoaldo Magalhães.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Anvisa recomenda suspender vacinação da AstraZeneca para grávidas
Anticorpos contra Covid-19 permanecem no sangue por pelo menos oito meses
Manhã na Clube - Entrevista com Rodrigo Maia e Gilson Machado Neto
De 1 a 5: dicas para destravar sua criatividade e ampliar a percepção
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco