Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

PELA 4ª VEZ

Amigo dos filhos de Bolsonaro que usou avião da FAB ganha cargo no governo

Publicado em: 08/02/2021 13:40

José Vicente Santini foi nomeado secretário-executivo da Secretaria-Geral da Presidência da República (Foto: Casa Civil/Reprodução)
José Vicente Santini foi nomeado secretário-executivo da Secretaria-Geral da Presidência da República (Foto: Casa Civil/Reprodução)
Um amigo de infância do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL/SP) e do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos/RJ) foi reconduzido a um cargo no governo federal pela quarta vez. 

A quarta nomeação de José Vicente Fantini, a pedido dos filhos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), saiu publicada na edição do Diário Oficial da União desta segunda-feira (08).

Santini foi nomeado secretário-executivo da Secretaria-Geral da Presidência da República.

Quem é Santini
José Vicente Santini é lembrado pelos filhos do presidente não só como amigo de infância, mas também como cabo eleitoral do presidente desde o primeiro momento da campanha, tendo inclusive sido notado ao ajudar no reforço da segurança da primeira-dama, Michele Bolsonaro.

Santini já passou pelos ministérios da Casa Civil e Meio Ambiente e agora foi nomeado na Secretaria-Geral da Presidência da República.

Avião da FAB
Santini também é o mesmo que usou um avião da Força Áerea Brasileira (FAB) para uma viagem a Índia, em janeiro do ano passado, ao invés de utilizar um avião comercial, o que irritou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), diante da repercussão do fato.

Quando o episódio veio à público, Santini foi exonerado do cargo de secretário-executivo da Casa Civil. Ao justificar a exoneração, Bolsonaro disse que era “inadmissível” o uso da aeronave em um voo para três servidores.

“O que ele fez não é ilegal, mas é completamente imoral. Ministros antigos foram de avião comercial, classe econômica. Eu mesmo já viajei no passado, não era presidente, para a Ásia toda de classe econômica”, disse Bolsonaro na ocasião.

Entretanto, menos de 24 depois, o amigo de Eduardo foi nomeado  assessor especial de relacionamento externo da Casa Civil. Cargo do qual foi exonerado pouco tempo depois, para, na sequência, ganhar outro, dessa vez no Ministério do Meio Ambiente.

Santini foi alçado  ao cargo de assessor especial do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Nos bastidores do governo não se  comenta o que deu errado entre ele o ministro Ricardo Salles para que  precisasse, novamente, ser realocado para um novo cargo no governo federal.

O fato é que o amigo dos filhos de Bolsonaro foi exonerado do Ministério do Meio Ambiente em setembro passado para ressurgir agora em um cargo de confiança ligado diretamente à Presidente da República.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 03/03
Secretários estaduais de Saúde pedem mais rigor nas medidas de restrição contra Covid-19
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 02/03
Com 93% de taxa de ocupação de UTIs, Pernambuco decreta mais restrições
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco